Pesquisadores criam rede BitTorrent anônima e ‘impossível de ser derrubada’

Cliente vem com integração nativa à rede Tor e não depende de servidor centralizado

Com a derrubada do The Pirate Bay, um dos problemas levantados pela comunidade foi o atraso tecnológico do indexador, e a dependência da atual estrutura em relação a servidores centralizados. Mas uma equipe de pesquisadores da Universidade Delft de Tecnologia, na Holanda, lançou uma nova versão do cliente Tribler que promete resolver essa questão, ao mesmo tempo em que oferece ferramentas de anonimato aos usuários.

“O Tribler torna o BitTorrent anônimo e impossível de ser derrubado”, diz o Dr. Johan Pouwelse ao site TorrentFreak. O cliente utiliza uma rede descentralizada, semelhante ao P2P, desenhada para manter o BitTorrent funcionando mesmo se todas as ferramentas de busca, indexadores e trackers forem derrubados.  

“Eventos recentes mostram que governos não hesitam em bloquear o Twitter, atacar websites, confiscar servidores e roubar domínios. O time do Tribler está trabalhando há dez anos para nos preparar para a a era de soluções sem servidores e de repressores agressivos”, diz Pouwelse. 

O design de rede inovador do Tribler conta ainda com integração nativa à rede Tor, o que garante um alto nível de anonimato – ainda que não absoluto – aos seus usuários, que transmitem dados com o IP mascarado. Esse processo torna o fluxo de informações pela rede mais lento, o que causa problemas de velocidade, mas Pouwelse acredita que uma comunidade ativa e colaborativa pode compensar. 

“Estamos muito curiosos para ver quão rápidos os downloads anônimos serão. Tudo depende do quão sociais as pessoas serão, deixando o Tribler ativo para ajudar os outros a se manter anônimos. Se muitos usuários compartilharem e se importarem, a velocidade será suficiente para uma boa experiência de download”, diz Pouwelse.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.