A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Países religiosos são menos inovadores, diz estudo

Quando a religião interfere na política, quem dança é a ciência e o avanço tecnológico

São Paulo - Quando a religião interfere na política, quem dança é a ciência e o avanço tecnológico. Pelo menos é o que diz um estudo da Universidade Princeton. Segundo a pesquisa, quanto mais a religião interferir nas decisões políticas, mais hostil fica o ambiente para a ciência. Fica o recado para o nosso Congresso.

Mundo

O estudo compara o número de patentes registradas por habitante com a quantidade de pessoas que se declaram religiosas.

Flávio Pessoa/ Superinteressante

1. EUA
Os EUA são a única exceção à regra: são muito religiosos, mas se destacam nas patentes. Ainda assim, houve queda durante o governo Bush, quando o presidente proibiu pesquisas com células-tronco, baseando-se em crenças religiosas.

2. Islã
Segundo a pesquisa, os 46 maiores países muçulmanos do mundo produzem apenas 1,16% da literatura científica.

3. Brasil
Com cerca de 90% da população acreditando em Deus e mais de 70 parlamentares no Congresso na chamada "bancada evangélica", temos menos patentes que Irã, Polônia ou Rússia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também