Netflix projeta nova interface para tablets e desktops

A novidade foi apresentada em Las Vegas nesta quarta-feira, para jornalistas presentes na Consumer Electronics Show (CES 2015)

Las Vegas - A Netflix quer promover maior retenção do usuário no serviço, com maior quantidade de streaming e mais tempo assistindo aos conteúdos.

Para isso, está remodelando sua interface para dispositivos móveis e para computadores, usando como base o visual já modificado do aplicativo do serviço over-the-top (OTT) para TVs conectadas.

A novidade foi apresentada em um hotel em Las Vegas nesta quarta-feira, 7, para jornalistas presentes na Consumer Electronics Show (CES 2015), mas não pode ter imagens divulgadas por ainda estar em fase de testes.

O diretor de produtos da Netflix, Todd Yellin, explica que a nova interface de usuário (UI) procura se distanciar da identidade visual atual, que lembra mais uma prateleira de locadora de vídeos.

"É um design democrático, mas queremos colocar alguns títulos sugeridos provavelmente de forma diferente", disse.

O novo layout privilegia imagens grandes, com muito maior destaque para conteúdo recomendado ou selecionado pelo usuário, e com miniaturas (thumbnails) em formato widescreen em vez das caixas retangulares verticais, que lembravam as das fitas de videocassete ou pôsteres de cinema.

"Antes, parecia um corredor virtual de locadora, e a razão é que assim era um formato leve, para se navegar rápido", compara.

Com a evolução do hardware e software dos tablets e smartphones, agora a OTT pode implantar mais recursos visuais para chamar a atenção do usuário.

"Quando se toca em um filme, não há mais uma imagem estática, mas aquelas cinco imagens rotativas como no layout da TV. Porque imagem é crucial para nós, vimos que isso leva a mais streaming", justifica.

A novidade foi demonstrada em um iPad Air 2, mas Yellin afirma que a empresa trabalha para exibir a interface reformulada em outros aparelhos.

O recurso foi apresentado também em um notebook, com a diferença que, quando se passa o mouse por cima do título, já há uma expansão da imagem do filme ou série, que também é exibida de forma dinâmica.

Se o usuário quiser mais informações, um pop-up aparece, mantendo a tela inicial sempre por trás, sem a necessidade de ficar entrando em novos links para cada clique em título desejado.

No momento, a nova UI está disponível para testes com cerca de 100 mil usuários novos, selecionados justamente por terem a prerrogativa de não terem familiaridade com o design antigo.

Numa próxima fase, a ideia é levar para mais 5 milhões de usuários da Netflix no mundo, levando a uma liberação gradual com o passar do ano, caso a novidade seja bem recebida.

Não que seja a última inovação em termos de interface.

A companhia estuda implantar o playback do vídeo já no momento em que o usuário clica (ou toca, se estiver no touchscreen) no título.

A ideia é incentivar a pessoa a tentar ver o vídeo, aumentando a retenção.

"Testamos isso no outono (do hemisfério Norte, primavera no Brasil), e vimos que isso leva a mais satisfação para o consumidor", garante o executivo.

"Estamos tentando ter uma maior oportunidade para uma TV dinâmica, em vez de uma linear, mas tendo coisas da TV linear como a instantaneidade, queremos o melhor de ambos os mundos", defende Todd Yellin.

Ainda não há previsão para a implantação desse novo recurso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também