MEC escolhe Mandriva Linux para netbooks educacionais

Equipamento, fabricado pela Positivo, será usado em toda a rede pública do país

Linux Mandriva (Pascal Terjan/flickr)

Linux Mandriva (Pascal Terjan/flickr)

DR

Da Redação

Publicado em 8 de dezembro de 2010 às 12h35.

São Paulo - A distribuição Mandriva Linux anunciou que o Ministério da Educação (MEC) selecionou o sistema para ser implantado nos netbooks Classmate, que terão uso educacional em toda a rede pública do país.

A distribuição Mandriva que será utilizada é baseada na mais recente versão desenvolvida para mini notebooks, sendo adaptada ao programa educacional do governo com aplicações exclusivas, facilitando o acesso aos aplicativos de código aberto mais utilizados.

“Esta será uma das maiores implantações organizadas de Linux do mundo, com potencial para atingir 1,5 milhões de unidades. O Mandriva Linux nos classmates reafirma o Linux como o sistema operacional preferível para o mercado global de educação”, afirma o comunicado.

O Classmate será fabricado pela Positivo, tem tela de 10 polegadas e virá com processadores Intel Atom e Wi-Fi.

Mais de Tecnologia

Norte-coreanos estão secretamente trabalhando em desenhos lançados em streamings

Pulga atrás da orelha: minha experiência com o Vision Pro, da Apple

Brasil é campeão no Mundial de Robótica em Houston

Em Santa Catarina, médico leva Apple Vision Pro para ser usado em cirurgia ortopédica

Mais na Exame