Inovação é pensar dentro da caixa, diz executivo do Baidu

São Paulo - O executivo de negócios do Baidu no Brasil Wesley Barbosa defendeu, durante a palestra de encerramento da quarta edição do INFOTrends, que uma das formas...

São Paulo - O executivo de negócios do Baidu no Brasil Wesley Barbosa defendeu, durante a palestra de encerramento da quarta edição do INFOTrends, que uma das formas de inovar é pensar dentro da caixa.

De acordo com Barbosa, a ideia comum de que para criar novos produtos é preciso “pensar fora da caixa” nem sempre é verdadeira. “A caixa é nossa casa, é onde nos sentimos confortáveis e o ambiente em que podemos ter novas ideias”, disse o executivo do Baidu.

Barbosa afirmou, no entanto, que é possível seguir métodos pré-estabelecidos para conduzir um processo de inovação e citou três passos principais: a subtração, a divisão e a soma de atributos.

Subtração, como o próprio nome diz, consiste em retirar uma função de um produto que já existe. Um exemplo citado por Barbosa foi a criação dos earphones, que são uma redução dos headphones, já que não possuem a concha acústica.

“Quando a Apple criou o iPod Touch, ela realizou uma subtração, pois tirou a função telefone do iPhone. O iPod Touch vendeu 60 milhões de unidades no mundo, o que podemos considerar um enorme sucesso e uma inovação da Apple”, disse Barbosa.

Outro método citado por Barbosa é o da divisão. Quando os fabricantes criaram o controle remoto, por exemplo, eles “dividiram” a TV, criando um painel de controle que o usuário pode usar remotamente. O mesmo raciocínio se aplica à fabricação de impressoras de jato de tinta que usam cartuchos independentes para cada cor básica. “Com essa medida, eliminaram o problema de você precisar trocar o cartucho todo quando acabava apenas uma cor”, afirmou Barbosa.

O terceiro método citado por Barbosa é o da multiplicação, quando se adicionam funções a um dispositivo. Um exemplo usado pelo executivo na palestra foi a criação dos smartphones, telefones móveis que ganharam múltiplas novas funções.

Segundo Barbosa, os métodos são guias que podem ajudar as empresas e os profissionais a inovar em seus negócios e carreira. “As formas de descobrir um novo produto que será a próxima febre mundial são muitas, mas usar estes conceitos pode ser um atalho no processo de inovação”, diz Barbosa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também