HP Envy x2

logo-infolab

Avaliação de Airton Lopes / A versatilidade para o trabalho longe do escritório deste ultrabook híbrido com tela sensível ao toque de 11,6 polegadas não se resume ao teclado destacável. Sem ele, o Envy X2 vira um tablet com Windows 8 e o peso cai pela metade, de 1,4 quilo para 700 gramas. Com o teclado acoplado, a autonomia do modelo nos testes foi excepcional. Ele suportou 5 horas e 4 minutos longe da tomada executando uma sequência de tarefas que simulam o uso intenso do PC. Na mesma prova, o resultado mais próximo obtido pelos ultrabooks que passaram pelo INFOlab foi de 2 horas e 53 minutos. Sem o teclado, na comparação com tablets de tela grande rodando vídeo, a duração de bateria de 7 horas e 17 minutos é boa, mas distante das 10 horas e 59 minutos do iPad. O visual e a qualidade do acabamento são outros belos atrativos. Pena que o desempenho do Envy X2 seja o de uma máquina básica. Ele faz bem o feijão com arroz no Office e a navegação na web, mas sofre em atividades que exigem um pouco mais de memória RAM e capacidade gráfica.

http://videos.abril.com.br/info/id/036d00aec92f1ecf7bd0258b07bec521

Avaliação de Cauã Taborda / O Envy X2 é a primeira máquina com um processador Atom Clover Trail testado pelo INFOlab. O Z2670 é um chip voltado ao baixo consumo de energia, o que explica a discrepância nos resultados de benchmark em comparação com processadores Core i3, por exemplo. A comparação entre Atom e ARM é, portanto, muito mais justa.

Com o aumento do clock dos processadores ARM sem perda na eficiência energética, e com o aumento da complexidade dos Atom, os dois concorrentes se tornam cada vez mais próximos. Claro que ainda há muita distinção entre as arquiteturas. Rodando em x86, o Atom detém uma vantagem insuperável para o Windows, enquanto o ARM se dá melhor no Android.

Mesmo que os avanços da Intel com esse chip sejam notáveis, o usuário pouco se importa com esses detalhes. Pelo preço de 3.999 reais, o mínimo esperado seria um desempenho similar ao de uma máquina com um Core i3. Nesse ponto, o Z2670 é frustrante. Em nossos testes, não observamos lentidão nas tarefas simples do Windows, como utilizar o Word, navegador de internet, etc. Em tarefas mais complexas, no entanto, a demora pode ser exagerada. Na descompactação e movimentação de grandes arquivos, por exemplo, o tempo de espera é consideravelmente lento. 

A diferença com os gráficos também é gritante. Com uma GPU integrada baseada na PowerVR SGX 545, não há suporte a DirectX 11 e o Envy X2 sofre com qualquer game mais complexo. No universo Android, essa GPU estaria entre as mais potentes. O Atom também restringe a quantidade de memória RAM utilizada. No caso, o máximo suportado são 2 GB de memória RAM DDR2 de baixa voltagem (com clock de 553 MHz). No geral, o Windows 8 lida bem com pouca memória RAM disponível. Os problemas podem aparecer nos aplicativos de terceiros. Em nossos testes, notamos que pelo menos metade da RAM é ocupada na maior parte do tempo.

O SSD também gera problemas. Com 64 GB, a instalação de um sistema operacional completo toma muito espaço. Outro agravante é uma partição de recuperação da HP, que ocupa 13 GB. Sobram, portanto, pouco mais de 17 GB livres para o usuário trabalhar seus arquivos e apps. É possível expandir a memória com até dois cartões SD de 32 GB (um na base e outro no tablet).

Ficha técnica

Tela 11,6
Processador Intel Atom Z2760 1,8 GHz
RAM 2 GB
Armazenamento SSD de 64 GB
GPU Onboard
Peso 1,4 kg e 700 g (modo tablet)
SO Windows 8
Duração de bateria 7h17min (modo tablet)

Avaliação técnica

Prós Modo tablet mais confortável e natural testado pelo INFOlab; autonomia; design; qualidade do teclado e do touchpad;
Contras Desempenho de máquina básica; pouco espaço para arquivos; não tem USB 3.0;
Conclusão O Envy X2 é o híbrido de tablet e notebook que mais se destaca até o momento. Por seu desempenho básico como notebook, o preço de 3.999 reais pode ser impeditivo.
Configuração 6,5
Vídeo e áudio 7
Usabilidade 9
Design 8,5
Bateria 8
Média 7.7
Preço R$ 3.999

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.