Tecnologia

Norte-coreanos estão secretamente trabalhando em desenhos lançados em streamings

Pesquisa feita em servidor da Coreia do Norte encontrou vasto acervo de arquivos sobre projetos de animação para grandes empresas do setor

Série de super-heróis "Invincible": animação pode ter sido feita por mão de obra norte-coreana

Série de super-heróis "Invincible": animação pode ter sido feita por mão de obra norte-coreana

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 22 de abril de 2024 às 15h19.

Última atualização em 22 de abril de 2024 às 15h29.

Tudo sobreStreaming
Saiba mais

A Coreia do Norte pode estar secretamente envolvida na animação de seriados de plataformas de streaming como Amazon e Max, antiga HBO Max. Milhares de arquivos foram descobertos em um servidor norte-coreano mal configurado, revelando uma prática que tem ajudado o país a contornar sanções comerciais.

Nick Roy, um pesquisador de cibersegurança e especialista em atividades digitais norte-coreanas, encontrou um servidor em nuvem com um vasto acervo de arquivos no final do ano passado. Este servidor continha esboços de animações, vídeos e notas detalhando alterações necessárias em projetos que mais tarde se tornariam produções originais de plataformas de streaming.

Então, o think tank Stimson Center e a empresa de segurança Mandiant analisaram os dados de Roy. Uma nova pesquisa revelou que o servidor era atualizado diariamente e poderia ser acessado sem necessidade de login, o que sugere uma falta de segurança que permitia o envio e recebimento de trabalhos.

No entanto, em fevereiro, o servidor parou de ser atualizado, embora permaneça ativo. Os arquivos também continham instruções em chinês traduzidas para o coreano, com várias planilhas detalhando fluxos de trabalho.

Alguns desses trabalhos incluíam episódios da série de super-heróis "Invincible" da Amazon e do show "Iyanu: Child of Wonder" da Max, entre outros, segundo o site Wired.

Entenda

Os pesquisadores acreditam que as empresas envolvidas provavelmente desconheciam a origem norte-coreana dos animadores. Eles sugerem que empresas de fachada na China podem estar sendo usadas para encobrir a participação norte-coreana.

Um porta-voz da Skybound Entertainment, produtora de "Invincible", afirmou que a empresa não trabalha com empresas norte-coreanas ou chinesas e iniciou uma investigação sobre as alegações.

Hackers da Coreia do Norte roubaram mais de R$ 15 bilhões em criptomoedas desde 2017

Tem internet na Coreia do Norte?

Com uma população de 26 milhões de habitantes, a Coreia do Norte hoje conta com 1.042 endereços IP e aproximadamente 30 sites que conectam à Internet Global.

Os poucos milhares que usam Internet podem utilizá-la somente por uma hora, e uma pessoa fica sentada ao lado de quem usa o computador para aprovar as atividades a cada cinco minutos.

Vale ressaltar que a informação é da Pscore, uma organização de direitos humanos sediada na Coreia do Sul. O relatório é baseado em 24 entrevistas de pessoas que deixaram a Coreia do Norte entre 2012 e 2022, e de uma pesquisa realizada com outras 158 pessoas.

Segundo um dos entrevistados, que também falou com a Wired, demora cerca de dois dias para receber permissão das autoridades para usar a Internet. Além disso, todos os sites coreanos estão bloqueados e apenas sites em chinês ou inglês ficam disponíveis para uso.

Apesar da distância do computador, hoje cerca de 50% a 80% dos adultos da Coreia do Norte têm celulares. Porém, é mais utilizado para enviar mensagens de texto ou ligar para pessoas dentro do território. A velocidade de dados é baixa, justamente para impedir o uso da Internet.

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:StreamingCoreia do Norte

Mais de Tecnologia

TikTok é a marca mais valiosa da China em 2024, diz relatório

Amazon anuncia saída do chefe da AWS, sua subsidiária em computação na nuvem

Boticário usa tecnologia adaptativa e cria base que combina com todas as peles

União Europeia prepara novas acusações antitruste contra Microsoft

Mais na Exame