Gravadora de Taylor Swift contradiz Spotify sobre pagamento

Presidente de selo afirma que o site de streaming pagou menos de 500 mil dólares à Swift, e não os alegados 2 milhões de dólares

O presidente do selo que representa Taylor Swift afirmou que o Spotify pagou menos de 500 mil dólares à cantora nos últimos doze meses.

A entrevista à revista americana Time, Scott Borchetta, executivo do selo Big Machine, foi uma resposta às declarações do presidente do Spotify, Daniel Ek.

O criador do site afirmou na terça-feira (11) que o serviço de streaming havia pago 6 milhões em royalties à cantora desde que ela começou sua carreira.

Ainda segundo a Time, um porta-voz do Spotify disse, apenas no último ano, Swift recebeu 2 milhões de dólares pela reprodução de suas músicas na plataforma.

"Os fatos mostram que a indústria da música estava muito melhor antes que o Spotify chegar", disse Borchetta, dizendo que o valor pago pelo site à Taylor Swift seria o equivalente a menos de 50 mil discos vendidos.

O último álbum da cantora, lançado no final de outubro, vendeu mais de um milhão de cópias apenas na primeira semana, sendo o primeiro disco a atingir essa marca desde 2002.

A cantora retirou suas músicas do site de streaming na semana passada, após dizer que o Spotify não pagava os artistas de forma justa.

De acordo com o presidente da gravadora de Taylor Swift, a cantora ganha mais dinheiro com a reprodução de seus vídeos na plataforma Vevo do que no Spotify.

"Taylor Swift é a artista mais bem sucedida na música atual. E o resto dos outros artistas, que estão lutando para construir uma carreira?", afirmou Borchetta.

Na mesma reportagem da Time, Jonathan Prince, chefe global de comunicação do Spotify, afirmou que quanto mais o site crescer, mais irá pagar aos artistas. "Nossa base de usuários, ambos gratuitos e pagos, cresceu mais de 50% no último ano, o que significa que a taxa de execução para artistas de todos os níveis de popularidade continua subindo", afirmou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.