Facebook pode se integrar a Instagram e WhatsApp após saída de fundadores

A informação foi obtida pelo WABetaInfo, um site conhecido por testar versões preliminares do WhatsApp

Facebook, WhatsApp e Instagram podem ter mais a ver com "Dark" do que você imagina. A série da Netflix ganhou o público nas últimas semanas após o lançamento da terceira e última temporada. Se tudo na série está interligado, a realidade de Mark Zuckerberg pode não ser muito diferente. Não que ele seja capaz de viajar no tempo (ou pelo menos ainda não), mas a ideia do bilionário é interligar todas as suas redes sociais em uma só. O que não é de todo uma surpresa.

No ano passado, Zuckerberg já havia dito que estava planejando fazer uma união entre seus aplicativos Facebook, Instagram e WhatsApp.

A ideia dele é que, se você tiver uma conta no Facebook, ficará mais fácil de achar seus amigos também no WhatsApp.

A interligação pode acontecer após a saída dos fundadores do app de mensagens, Brian Acton, que se tornou um crítico forte à rede social, e Jan Koum, que disse ter saído da empresa para ir curtir seus carros da Porsche.

Segundo Alessandro Paluzzi, um desenvolvedor conhecido no Twitter, o Instagram já está pedindo para que seus usuários baixem também o Messenger. Ele também publicou prints de possíveis novas ferramentas na rede social, como a possibilidade de salvar vídeos no IGTV -- já disponível -- e de acessar seu histórico de vídeos assistidos.

A principal novidade que pode estar sendo desenvolvida, no entanto, é a conexão entre o Messenger e o WhatsApp. Nesse caso, os usuários de ambos os aplicativos poderiam se comunicar entre si sem necessariamente usar o mesmo app.

Calma, ficou complicado? É o seguinte: pense que você é uma das poucas pessoas no mundo que não usa o WhatsApp, e prefere conversar pelo Messenger, se a mudança der certo, você poderá conversar com seus amigos no "zap" mesmo sem ter uma conta.

Não há previsão de quando as novidades estarão disponíveis e nada foi confirmado pelo Facebook. A informação foi obtida pelo WABetaInfo, um site conhecido por testar versões preliminares do WhatsApp. Resta saber como a empresa lidará com a privacidade dos usuários no WhatsApp, um aplicativo que sempre se associou a esse valor.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também