A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Elon Musk quer construir túnel para novo acelerador de partículas

Musk diz que sua empresa poderia poupar bilhões de dólares na perfuração

São Paulo -- Elon Musk, bilionário e cofundador de empresas como SpaceX, Tesla e Paypal, se ofereceu para construir o túnel necessário para a criação do novo acelerador de partículas do CERN (Organização Europeia de Pesquisas Nucleares), anunciado na semana passada. Com uma mensagem no Twitter, Musk afirmou que chegou a falar com o diretor da organização para a criação do túnel de 102 km necessário para o equipamento.

Em sua visão, sua empresa mais recente, chamada Boring Company -- que cava túneis para o sistema de transporte futurístico que levar carros a até 240 kmh --, poderia economizar bilhões de euros, caso fosse escolhida como parceira nesse projeto. O CERN respondeu a mensagem de Musk se dizendo aberto novas tecnologias que viabilizem o trabalho de perfuração do túnel.

A nova estrutura planejada pelo CERN deve custar cerca de 9 bilhões de euros. 5,7 bilhões seriam referentes perfuração do túnel, que será nos arredores de Genebra. O projeto ainda requer mais 15 bilhões de euros para um supercondutor de prótons, necessário para o acelerador de partículas.

Iniciado em 2014, o projeto concorre com outro da China, feito para concorrer e cinco vezes mais poderoso do que o existente na Europa. O novo Future Circular Collider do CERN, como é chamado, será quatro vezes maior que o de hoje (que está parado, por dois anos, para melhorias).

O argumento para a criação de ferramentas tão caras é de que ainda existem partículas subatômicas que podem ser descobertas. Elas ajudariam no entendimento do universo, especialmente em detalhes parcialmente desconhecidos como o funcionamento da gravidade e a rotação das galáxias.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também