Acompanhe:

Apple agora mostra quais informações suas os apps coletam

Desenvolvedores serão requisitados a apresentar as informações ou não poderão atualizar os aplicativos.

Modo escuro

Continua após a publicidade
Apple: aplicativos são requisitados a ter transparência sobre dados que coletam de usuários (Anadolu Agency/Getty Images)

Apple: aplicativos são requisitados a ter transparência sobre dados que coletam de usuários (Anadolu Agency/Getty Images)

T
Thiago Lavado

Publicado em 14 de dezembro de 2020 às, 18h59.

Conforme prometido junho deste ano, durante Conferência Global de Desenvolvedores (WWDC, na sigla em inglês), a Apple começou, nesta segunda-feira, 14, a adicionar tarjas com informações sobre quais dados aplicativos e desenvolvedores coletam dos usuários.

A empresa divide os dados em relação à capacidade de aplicativos de traçar informações de volta aos usuários ou dados ligados diretamente aos usuários.

No primeiro caso, tratam-se de informações pessoais, dados coletados do smartphone e que podem ser compartilhados com outras empresas (como data brockers), permitindo traçar um caminho até o usuário. Já no segundo caso, são informações que permitem identificar diretamente quem é o usuário de fato, e que pode ser usada para criar um perfil dele.

A Apple já havia deixado claro que os desenvolvedores de aplicativos seriam requisitados a compartilhar essas informações até o dia 8 de dezembro ou seriam impossibilitados de fazer atualizações em seus produtos na App Store.

Essas novas informações, apresentadas em tarjetas na loja de aplicativos, são sobre transparência e permitir que os donos dos aparelhos da empresa possam tomar decisões informadas. As tarjas estão disponíveis para a versão mais nova dos diferentes sistemas operacionais da empresa — iOS, iPadOS, macOS, watchOS e tvOS — e também na versão web da app store.

A empresa ainda não permite que os usuários controlem quais dados são coletados ou bloqueiem o acesso de desenvolvedores a alguns deles.

A Apple ainda irá implementar opções que permitem aos usuários bloquear a coleta de dados, exigindo autorização para aplicativos coletarem dados de rastreio do aparelho — informações que são muito utilizadas em publicidade online direcionada, por exemplo.

A funcionalidade originalmente estava prevista para quando a Apple disponibilizou o iOS 14, em setembro, mas foi adiada para conceder um período de adaptação à comunidade de desenvolvedores.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Google terá novo centro de engenharia em São Paulo
Tecnologia

Google terá novo centro de engenharia em São Paulo

Há 7 horas

Google vai começar a produzir smartphone Pixel na Índia no próximo trimestre
Tecnologia

Google vai começar a produzir smartphone Pixel na Índia no próximo trimestre

Há 8 horas

Nvidia cresceu tanto que tornou-se quase 'invencível'
Tecnologia

Nvidia cresceu tanto que tornou-se quase 'invencível'

Há 8 horas

Sem aplicativos e guiado por IA: conheça o T Phone
Tecnologia

Sem aplicativos e guiado por IA: conheça o T Phone

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais