Tecnologia

Amazon anuncia saída do chefe da AWS, sua subsidiária em computação na nuvem

Adam Selipsky será substituído por Matt Garman, chefe de vendas e marketing da AWS

Adam Selipsky ao lado da logo da AWS, em 28 de novembro de 2023, em Las Vegas (AFP)

Adam Selipsky ao lado da logo da AWS, em 28 de novembro de 2023, em Las Vegas (AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 14 de maio de 2024 às 14h46.

A gigante da tecnologia Amazon anunciou a saída surpreendente do chefe de sua subsidiária de computação remota (na nuvem) Amazon Web Services (AWS), Adam Selipsky, que estava colaborando na expansão do desenvolvimento de Inteligência Artificial da empresa.

Selipsky será substituído por Matt Garman, chefe de vendas e marketing da AWS, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado nesta terça-feira, 14.

Importante subsidiária da Amazon, a AWS obteve uma receita mundial de US$ 25 bilhões (R$ 128,5 bilhões) no primeiro trimestre de 2024, graças ao interesse em computação remota e nos serviços de Inteligência Artificial.

Selipsky, que já foi membro da Amazon e também trabalhou na startup Tableau, havia retornado ao grupo com sede em Seattle em março de 2021 para assumir o controle da AWS.

Ele sucedeu Andy Jassy, que por sua vez substituiria o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

“Dada a fase em que esta empresa e a sua equipe de gestão se encontram, agora é o momento certo para fazer esta transição”, disse Adam Selipsky em uma mensagem publicada no site da Amazon.

Criada em 2006, a AWS é uma empresa líder em computação na nuvem e conta com mais de 200 serviços de data center em todo o mundo.

A companhia registrou um enorme crescimento nos últimos anos: seu volume de negócios anual aumentou de US$ 12 bilhões (R$ 62 bilhões na cotação atual) em 2016 para US$ 91 bilhões (R$ 468 bilhões) em 2023.

Acompanhe tudo sobre:Amazon

Mais de Tecnologia

Internet em qualquer lugar? Starlink, de Elon Musk, lança antena do tamanho de um laptop

Você sabe o que é telemática? Tecnologia reduziu em 40% as taxas de colisões em estradas, diz estudo

Instagram está implementando 'live' apenas para melhores amigos

Vício em TikTok? O que é 'brainrot' e por que o termo está tão em alta

Mais na Exame