A SpaceX, de Elon Musk, agora vai rastrear mísseis para o governo dos EUA

É a primeira vez que a companhia ganha um contrato para a construção de satélites para órgãos de defesa dos Estados Unidos

Nesta segunda-feira (5), o governo americano firmou um novo contrato com a SpaceX. Mas desta vez não se trata da construção de um foguete para mais uma vez levar astronautas para o espaço ou explorar Marte. A companhia de Elon Musk vai receber 149 milhões de dólares para construir um novo tipo de satélite que pode rastrear mísseis.

O governo americano quer a construção de oito satélites que podem rastrear e prover alertas sobre o lançamento de mísseis hipersônicos através de sensores infravermelhos. Além da empresa de Musk, a companhia L3 Harris, especializada neste tipo de tecnologia, também foi contratada e vai receber 193 milhões de dólares.

O projeto, chamado de Tracking Layer (Camada de Rastreamento, em tradução livre) está sendo coordenado pela Agência de Desenvolvimento Espacial dos Estados Unidos (SDA, na sigla em inglês). A intenção é de que estes oito satélites que serão construídos trabalhem ao lado de outras centenas de satélites que atuam na obtenção de dados militares e de conectividade de baixa latência.

A presença da SpaceX, que recentemente captou US$ 1,9 bilhões, chama a atenção porque é a primeira vez que a empresa é contratada para desenvolver satélites para o Departamento de Defesa americano. É preciso destacar que não se trata exatamente de um convite inesperado. A companhia já tinha a intenção de vender este tipo de serviço para o governo americano.

Vale lembrar que a SpaceX tem o seu próprio projeto de satélites, o Starlink. A ideia de Musk é construir constelação de 12 mil satélites que possam levar conexão à internet para todas as pessoas na Terra. Segundo o Space News, este projeto foi utilizado para seduzir a SDA na tentativa de garantir o novo contrato que vai colocar alguns milhões dólares a mais na conta de Musk – que já tem uma fortuna.

No planejamento da SDA, a expectativa é de que os oito satélites fiquem prontos para o lançamento já em 2022.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.