Rico reduz taxa e cria equipe para atender investidor com R$ 100 mil

Corretora do grupo XP lança nesta segunda-feira (4) um segmento especializado para atender investidores de alta renda

São Paulo – A corretora Rico, do grupo XP, lança nesta segunda-feira (4) um segmento especializado para atender investidores que aplicam mais de 100 mil reais na plataforma, sem pagar a mais por isso. Com a iniciativa para clientes de alta renda, a Rico se aproxima da maior corretora do grupo, a XP Investimentos, mas continua focada em investidores que querem aprender a investir sozinhos na plataforma digital, com até 500 mil reais.

Os clientes do Rico+, como é chamado, terão direito a 10% de desconto nas taxas de corretagem e ao atendimento de uma equipe especializada de 25 pessoas, que recomendarão investimentos de acordo com o perfil e o objetivo do cliente. Os assessores não são exclusivos, diferente da XP, por exemplo.

Investidores com mais de 100 mil reais também poderão acessar webinars e relatórios produzidos por casas de análises independentes. Além disso, poderão agendar horários de atendimento por telefone, entre 9h e 20h, e ter consultoria por meio do chat online ou e-mail, com respostas em até três horas.

“Queremos trazer clientes de alta renda mal assessorados nos bancos, nossos principais concorrentes. É onde está nossa maior oportunidade”, diz Pedro Boesel, sócio e head da Rico.

No Brasil, 95% dos investidores investem por meio dos bancos. Plataformas de investimento independentes como Rico, Guide e Órama, entre tantas outras, correm para roubar investidores dos bancos, com a proposta de oferecer investimentos com taxas melhores e atendimento mais qualificado.

Somente 20% dos investidores com mais de 100 mil reais investem em ações na Rico. A maioria aplica o dinheiro em investimentos mais conservadores. A ideia do novo segmento é alertar investidores de alta renda sobre as melhores oportunidades de investimento, de acordo com o perfil e o objetivo de cada um.

O total de contas abertas na Rico passou de 150 mil no fim de 2017 para 450 mil no fim de 2018. Essas contas pertencem a 300 mil clientes, e o valor médio investido por cliente é de 75 mil reais. Atualmente com 17 bilhões de reais sob custódia, a corretora tem a meta de alcançar 25 bilhões de reais até o final deste ano.

Para crescer, a empresa tem investido pesado em marketing, por meio de parcerias com influenciadores como Whindersson, Thiago Nigro e Evaristo Costa. É mais uma que briga pelo seu dinheiro.

 

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.