Com ambição global e foco na inovação, Eurofarma quer dobrar a receita em 2022

Em 2021, a Eurofarma chegou ao méxico. Agora, opera em 20 países e 16% da receita vem dali. A meta é 30%
Billi, da Eurofarma: R$ 1,5 bi em inovação em seis anos (Leandro Fonseca/Exame)
Billi, da Eurofarma: R$ 1,5 bi em inovação em seis anos (Leandro Fonseca/Exame)
M
Mariana Desidério

Publicado em 13/09/2022 às 06:00.

Última atualização em 13/09/2022 às 19:05.

Aos 50 anos, a farmacêutica Eurofarma tem ambição global. Em 2021, passou a operar no México e completou a presença em toda a América Latina. Agora, aposta no Leste Europeu e nos Estados Unidos. “O foco é expandir nossa presença geográfica e continuar investindo em pesquisa”, diz Maurizio Billi, presidente da Eurofarma. A companhia fechou 2021 com atuação em 20 países. A divisão internacional já faz 16% das vendas — a meta é 30%.

Gigante graças aos genéricos, a Eurofarma corre para seguir ágil num setor cada vez mais competitivo — e com margens espremidas. O jeito tem sido inovar, seja em novos remédios do zero, seja no incremento a fármacos existentes. A Eurofarma aportou 1,5 bilhão de reais em pesquisas em seis anos. Para 2022, a meta é investir 555 milhões de reais. Na corrida pela inovação, a companhia já criou 1.000 moléculas.

Conquiste um dos maiores salários no Brasil e alavanque sua carreira com um dos MBAs Executivos da EXAME Academy.

Na frente comercial, a Eurofarma busca parcerias com outras farmacêuticas para ter a licença de venda de fármacos delas. Uma delas foi com a coreana SK Biopharmaceuticals para a venda de um remédio inovador no tratamento da epilepsia. A companhia também investe em healthtechs com o corporate venture Neuron. Uma das investidas é a beautytech JustForYou, avaliada em 100 milhões de reais. “A avenida dos genéricos é muito importante para nós e foi o que nos trouxe até aqui”, diz Billi. “Para o futuro, nossas esperanças estão nos produtos inovadores, que trazem mais qualidade de vida para as pessoas.”

AS MELHORES DO SETOR

Pontuação
da Empresa
Posição
por Receita
Empresa Receita 2021(1) Receita 2020(1) Lucro Líq. 2021(1) Patrim. Líq. 2021(1) Ativo Total 2021(1) Cidade-Sede Estado
1  6,80  112 Eurofarma  7.067.827   5.726.734   999.894   3.385.494   7.900.277  Itapevi SP
2  6,62  336 Laboratório Teuto  1.422.040   1.048.723   308.837   669.760   1.353.262  Anápolis GO
3  6,35  340 Blau   1.366.407   1.151.396   323.864   1.634.885   2.328.047  Cotia SP
4  5,68  42 Natura  20.735.341   18.345.397   934.152   7.816.896   26.270.598  São Paulo SP
5  5,67  125 Hypera  5.937.373   4.088.871   1.330.305   9.833.471   19.817.962  São Paulo SP
6  5,58  170 Aché  4.028.347   3.555.341   654.300   1.956.307   4.147.643  São Paulo SP
7  5,57  320 Cimed  1.581.409   1.314.038   242.803   483.165   1.991.283  São Paulo SP
8  5,10  129 Elfa  5.840.375   2.875.973   176.741   2.034.293   4.730.141  Cabedelo PB
9  5,05  308 Merck  1.681.197   1.636.515   176.100   1.218.120   1.698.282  Rio de Janeiro RJ
10  5,04  427 Ourofino Saúde Animal  904.991   730.100   112.600   641.472   1.192.643  Cravinhos SP

(1) Valores em milhares de reais. Para a colocação das empresas foram considerados: resultados contábeis-financeiros (ROE – Retorno Sobre o Patrimônio Líquido, Roce – Retorno Sobre o Capital Empregado, ILS – Índice de Liquidez Seca, D/E – Alavancagem); crescimento de 2020 e 2021; ESG (sete indicadores ambientais, sete indicadores sociais e sete indicadores de governança).
Mais detalhes podem ser conferidos no site
mm.exame.com

LEIA TAMBÉM: Melhores ESG 2022: Farmacêutico e Beleza


(Publicidade/Exame)