Chef com causa

Morena Leite, do Capim Santo, criou uma campanha para levar refeições a comunidades atingidas pela crise da pandemia

Galinhada com cúrcuma e gengibre, quinua e purê de batata-doce. O prato está em 1.000 marmitas doadas uma vez por semana a hospitais de campanha e comunidades carentes de São Paulo, atingidas pela crise decorrente da propagação do coronavírus.

A iniciativa é da chef baiana Morena Leite e se chama Capim Solidário, uma referência ao nome de sua rede, a Capim Santo. A campanha tem apoio de empresas do setor alimentício e de transporte para entregas. Morena cresceu na cozinha do restaurante de seus pais em Trancoso, na Bahia.

Formou-se na Cordon Bleu de Paris, em 1999, e hoje comanda os restaurantes Capim Santo, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e o Santinho, em três endereços da capital paulista. Também criou em 2011 o Instituto Capim Santo, centro de capacitação gastronômica para jovens de escolas públicas, com cinco unidades. Um detalhe: a refeição de galinhada com quinua das quentinhas é a mesma que está no menu de delivery do Capim Santo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.