• AALR3 R$ 20,17 0.15
  • AAPL34 R$ 67,24 -2.28
  • ABCB4 R$ 16,65 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.28
  • AERI3 R$ 3,61 -6.72
  • AESB3 R$ 10,63 -3.10
  • AGRO3 R$ 30,76 -0.45
  • ALPA4 R$ 20,63 -0.63
  • ALSO3 R$ 18,93 -2.77
  • ALUP11 R$ 27,16 -0.04
  • AMAR3 R$ 2,38 -3.64
  • AMBP3 R$ 30,17 -3.21
  • AMER3 R$ 22,75 -5.48
  • AMZO34 R$ 63,70 -2.75
  • ANIM3 R$ 5,31 -4.32
  • ARZZ3 R$ 79,30 -0.26
  • ASAI3 R$ 15,60 -1.70
  • AZUL4 R$ 20,42 -7.01
  • B3SA3 R$ 11,84 -2.15
  • BBAS3 R$ 37,67 -0.78
  • AALR3 R$ 20,17 0.15
  • AAPL34 R$ 67,24 -2.28
  • ABCB4 R$ 16,65 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.28
  • AERI3 R$ 3,61 -6.72
  • AESB3 R$ 10,63 -3.10
  • AGRO3 R$ 30,76 -0.45
  • ALPA4 R$ 20,63 -0.63
  • ALSO3 R$ 18,93 -2.77
  • ALUP11 R$ 27,16 -0.04
  • AMAR3 R$ 2,38 -3.64
  • AMBP3 R$ 30,17 -3.21
  • AMER3 R$ 22,75 -5.48
  • AMZO34 R$ 63,70 -2.75
  • ANIM3 R$ 5,31 -4.32
  • ARZZ3 R$ 79,30 -0.26
  • ASAI3 R$ 15,60 -1.70
  • AZUL4 R$ 20,42 -7.01
  • B3SA3 R$ 11,84 -2.15
  • BBAS3 R$ 37,67 -0.78
Abra sua conta no BTG

Copa do Catar terá orçamento de US$ 200 bi, 14 vezes maior que da Rússia

O Mundial do Catar, em novembro, terá um orçamento 14 vezes maior do que a Copa da Rússia
 (Getty Images/Eurasia Sport Images)
(Getty Images/Eurasia Sport Images)
Por Marcos Motta Publicado em 16/12/2021 05:37 | Última atualização em 04/01/2022 12:26Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Estive em Doha, no Catar, em dezembro de 2019, em visita oficial para os jogos finais do Torneio de Clubes da Fifa. Foi o último evento esportivo de grande escala antes da tão aguardada e debatida Copa do Mundo Fifa de 2022, que pela primeira vez será sediada em um país do Oriente Médio.

O que vi por lá impressionou e já indicava a grandeza do que está por vir. Alguns estádios prontos e outros em fase de finalização, e um país inteiro comprometido e mobilizado com a entrega do que será um dos mais interessantes e impactantes eventos já realizados. A começar pela época do ano na qual ele será disputado — o maior torneio esportivo do mundo ocorrerá excepcionalmente durante o mês de novembro, em decorrência das condições climáticas da região, que nos tradicionais meses de junho e julho atinge temperaturas proibitivas de mais de 50 graus Celsius.

Com um orçamento estimado em mais de 200 bilhões de dólares (em comparação, a Copa da Rússia em 2018 teve um custo de cerca de 14 bilhões de dólares), o pequeno país peninsular árabe com pouco mais de 2,5 milhões de habitantes promete entregar uma experiência única ao público com seus estádios de arquitetura arrojada e totalmente climatizados, além de uma infraestrutura de transporte e acomodação, responsável por mais de 80% do orçamento, que permitirá ao torcedor assistir confortavelmente a até duas partidas no mesmo dia.

Há ainda algo em jogo além das quatro linhas. O Catar busca relações internacionais baseadas na paixão pelo esporte e enxerga a Copa do Mundo de 2022 — e sua audiência estimada em mais de 3,5 bilhões de espectadores — como uma oportunidade única de conexão orgânica com o resto do mundo.

Eventos como esse, assim como o primeiro Grande Prêmio do Catar de Fórmula 1, realizado neste ano, são planejados para construir um legado social e cultural que resulte na criação de uma identidade nacional que legitima o anfitrião como protagonista no cenário mundial antes, durante e depois da competição esportiva.
Afinal, na era moderna do esporte e com todas as suas complexas variáveis geopolíticas e socioculturais, os participantes do maior evento esportivo do planeta necessitam, além dos 11 jogadores em campo, do resto do mundo para ser campeões.

(Arte/Exame)

 


(Publicidade/Exame)