Pop

Taylor Swift: ingressos na Suíça têm preço recorde; veja a diferença de valores

Fãs pagam 167,50 francos suíços para ver Taylor Swift em Zurique, enquanto turnê internacional estima vendas de US$ 1,3 bilhão

Ingressos de Taylor Swift na Suíça: fãs pagam alto preço para ver a estrela pop em Zurique (China News Service / Colaborador/Getty Images)

Ingressos de Taylor Swift na Suíça: fãs pagam alto preço para ver a estrela pop em Zurique (China News Service / Colaborador/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 31 de julho de 2023 às 11h25.

Se você se assustou com os preços dos ingressos para os shows de Taylor Swift aqui no Brasil, se prepare para ver quanto os fãs suíços estão pagando para ver a estrela pop. O ingresso mais barato para apresentações da turnê da cantora e compositora americana em Zurique (Suíça), em julho de 2024, custará 167,50 francos suíços (o equivalente a US$ 192,57 ou a R$ 910), segundo o jornal suíço NZZ am Sonntag.

Aqui no Brasil, no site oficial, o ingresso de maior valor, para a pista premium, custou R$ 950 a inteira (R$ 475 meia-entrada) para os shows no Rio e R$ 1.050 a inteira (R$ 525 meia-entrada), para os de São Paulo.

Valor mais alto para o show da 'loirinha'

Esse é o valor mais alto da Europa para ver Taylor Swift, diz o jornal. Em Varsóvia, os Swifties — como são conhecidos os fãs da cantora — vão pagar aproximadamente um quarto do valor pago na Suíça pelo mesmo show, o equivalente a 43 francos (US$ 49 ou R$ 233).

"Na Suíça, os custos de produção são mais altos do que em outros países", explicou Oliver Niedermann, CEO da Ticketcorner, que organizou a venda antecipada de ingressos, ao NZZ, citando aluguel do estádio e custos salariais.

Esgotou?

Os ingressos para os dois shows começaram a ser vendidos neste mês e estão quase esgotados. O Letzigrund Stadium de Zurique, com capacidade para 45 mil espectadores, é pequeno em comparação com outras arenas onde a cantora se apresentará. Ela fará seis shows no estádio de Wembley, em Londres, que pode abrigar cerca de 90 mil torcedores.

"Os artistas estão bem cientes do poder de compra suíço", acrescentou Niedermann, da Ticketcorner.

Na Suíça, eles geralmente ganham mais por desempenho do que em qualquer outro lugar, informou o jornal suíço.

A turnê internacional de Taylor Swift começou em Glendale, no Arizona (EUA), em março e terminará em Londres, em agosto de 2024. Segundo a revista Pollstar, especializada na indústria da música, os 131 shows vão gerar vendas de cerca de US$ 1,3 bilhão (R$ 6,1 bilhões), a turnê de maior bilheteria da História.

Acompanhe tudo sobre:EntretenimentoTaylor SwiftShows-de-músicaSuíçaMúsica pop

Mais de Pop

Shows de Taylor Swift provocam terremotos na Escócia; entenda

Só Track Boa acontece neste fim de semana; saiba como curtir o festival sem sair de casa

D23 Brasil: venda geral de ingressos para feira da Disney começa nesta sexta; veja ingressos

Skowa, do Trio Mocotó, morre aos 68 anos, em São Paulo

Mais na Exame