Pop
Acompanhe:

Do Goiás para o mundo: a trajetória meteórica de Marília Mendonça

A cantora de música sertajena morreu em acidente de avião nesta sexta-feira, em Minas Gerais

Marília Mendonça: a cantora de música sertaneja morreu em queda de avião, aos 26 anos de idade (Marília Mendonça/Divulgação)

Marília Mendonça: a cantora de música sertaneja morreu em queda de avião, aos 26 anos de idade (Marília Mendonça/Divulgação)

D
Da redação

5 de novembro de 2021, 20h18

Nascida em Cristianópolis, Goiás, em 22 de julho de 1995, Marília Mendonça teve seu primeiro sucesso nacional em 2016, quando lançou seu primeiro show gravado em DVD. A música chamada Infiel, parte do álbum chamado Marília Mendonça, é um de seus maiores sucessos musicais. Logo em seu primeiro lançamento, o álbum ganhou disco de diamante triplo. Na tarde desta sexta-feira, 5, a cantora morreu em um acidente de avião, aos 26 anos de idade.

Em seu segundo álbum de estúdio, chamado Realidade e lançado em 2017, Marília Mendonça recebeu uma indicação ao Grammy Latino, na categoria de melhor álbum de música sertaneja.

No Spotify, as canções mais populares da artista são Troca de Calçada, Todo mundo Menos Você e Esqueça-me Se For Capaz. O perfil da cantora tem mais de 8 milhões de seguidores no aplicativo de músicas. No Instagram, ela soma mais de 36 milhões de seguidores. Já no YouTube, onde o perfil oficial da cantora tem mais de 22 milhões de inscritos, a música Coração Bandido, gravada junto com Maiara e Maraisa, tem mais de 226 milhões de reproduções.

Leia também: 

Vida pessoal

O primeiro contato com a música foi na igreja, ainda na infância. Aos 12 anos de idade, Marília Mendonça já compunha suas próprias músicas. Suas composições foram gravadas por artistas como Jorge & Mateus, Cristiano Araújo, Wesley Safadão e João Neto & Frederico.

Em 2015, começou a namorar o empresário paraibano Yugnir Ângelo, de quem ficou noiva em dezembro de 2016. Após seis meses juntos, o relacionamento chegou ao fim em agosto de 2017. A cantora ficou algum tempo solteira, e em maio de 2019 assumiu o relacionamento com o cantor e compositor Murillo Huff.

Três meses depois, Marília ficou grávida e deu à luz seu filho Léo em dezembro de 2019, após o bebê nascer prematuro. Léo tem hoje menos de 2 anos de idade. O relacionamento com Murillo chegou ao fim em julho de 2020, mas o casal reatou depois de poucos meses.

Discografia

Marília Mendonça teve seu primeiro contato com a música por meio da igreja e começou a compor aos 12 anos, passando a compor canções para vários cantores, e se tornou procurada pelo meio, com várias composições para os principais destaques da música sertaneja como Minha Herança (gravada por João Neto & Frederico), Muito Gelo, Pouco Whisky (Wesley Safadão), Até Você Voltar, Cuida Bem Dela , Flor e o Beija-Flor (Henrique & Juliano), Ser Humano ou um Anjo (Matheus & Kauan), Calma (Jorge & Mateus) e É Com Ela Que Eu Estou (Cristiano Araújo). Outros artistas também gravaram suas canções como Luccas Luco, Maiara e Maraísa, Matheus e Kauan, César Menotti e Fabiano.

Foi só em 2015, aos 20 anos, que Marília decidiu seguir a carreira de cantora. Ela começou participando das músicas A Flor e o Beija-Flor e Impasse, ambas da dupla sertaneja Henrique e Juliano. Já no ano seguinte lançou o seu primeiro álbum: Marília Mendonça: Ao Vivo. Não demorou muito para que algumas músicas figurassem entre as mais tocadas do país, como Sentimento Louco e Infiel.

Naquele ano, a música Infiel se tornou a quinta canção mais executada nas rádios brasileiras. Com o reconhecimento nacional, Marília lançou um novo álbum acústico, intitulado Agora É Que São Elas, com faixas antigas e o single inédito Eu Sei de Cor.

O seu sucesso foi meteórico, principalmente por cantar músicas que falam de amor, traição, e dor de cotovelo. Não demorou muito para a cantora ser coroada a “Rainha da Sofrência”, referência direta ao tom dramático de suas músicas. A artista logo se tornou uma das mais requisitadas para shows e festas em todo o Brasil.

Com a abertura para shows após mais de um ano da pandemia da covid-19, a artista retomou a turnê em março e estava com a agenda repleta até o final do ano. (Com informações da Agência Brasil)