A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Como o homem mais rico do mundo gasta a própria fortuna

Mesmo após perder US$ 50 bilhões nesta semana, Elon Musk continua sendo a pessoa mais rica do mundo

O fundador e CEO da Tesla, Elon Musk, perdeu mais de US$ 50 bilhões em apenas dois dias. Mesmo assim, ele continua sendo a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em US$ 288 bilhões. O site Business Insider selecionou os principais gastos que Musk teve durante sua vida — pessoal e profissional. 

Após sair com mais de US$ 180 milhões da venda do PayPal, Musk focou em sua — até então nova — empresa de exploração espacial, a SpaceX, após deixar o PayPal. Poucos anos depois, ele foi cofundador da Tesla, fabricante de carros elétricos, e da SolarCity, fornecedora de sistemas de energia solar. O sucesso dessas empresas acabou lançando-o no seleto clube dos bilionários — mas não antes de ele ir à falência.

  • Pensando em mudar de carreira? Invista na sua carreira com o maior portal de negócios. Assine a EXAME.

No final de 2008, Musk se divorciou de sua primeira esposa e isso mexeu com suas finanças. Um ano depois, Musk disse que "ficou sem dinheiro" e estava vivendo de empréstimos de amigos enquanto tentava manter suas empresas funcionando. Mas, quando a Tesla estreou na bolsa de valores em 2010, a fortuna de Musk disparou. Em 2012, ele apareceu na lista dos mais ricos da Forbes pela primeira vez, com um patrimônio líquido de US$ 2 bilhões.

Quase uma década depois, Musk acumulou uma fortuna de US$ 288 bilhões — que não é muito 'líquida'. Surpreendentemente, Musk ganhou seus bilhões sem nunca receber um salário da Tesla, porque ele se recusa a receber salário. Tanto que, em 2020, a Tesla reduziu seu salário a zero.

A complicada estrutura salarial de Musk significa que ele recebe opções de ações quando Tesla atinge métricas de desempenho desafiadoras. Quando Tesla se sai bem, a riqueza de Musk dispara. Mas Musk disse a si mesmo que tem pouco dinheiro. "Algumas pessoas acham que tenho muito dinheiro", disse Musk à investidora Cathie Wood em um podcast no ano passado. "Na verdade, não." Como muitos outros executivos de alto escalão, Musk depende de hipotecas e crédito no dia a dia.

Ao longo dos anos, o CEO comprou mais de US$ 100 milhões em propriedades residenciais na Califórnia. Desde então, ele se desfez de grande parte de seus imóveis, depois de prometer vender tudo e "não ter uma casa" no ano passado. Como CEO de uma das mais promissoras montadoras de automóveis do mundo, não é surpresa que Musk tenha afinidade com carros. Em 2013, ele pagou US$ 920.000 em um leilão pelo carro submarino usado em um filme de James Bond.

Lotus Esprit submersível.

Lotus Esprit submersível. (Twitter/Reprodução)

 

Além de dirigir Teslas, Musk possuiu alguns carros movidos a gasolina, incluindo um Ford Modelo T, um Jaguar E-Type Série 1 Roadster, um McLaren F1, um Audi Q7, um Hamann BMW M5 e um Porsche 911.

Apesar de ter dinheiro de sobra, Musk não é fã de férias luxuosas — e nem de qualquer tipo de férias. Em 2015, ele disse que tirou apenas duas semanas de folga desde a fundação da SpaceX cerca de 12 anos atrás.

No final do dia, o multibilionário diz que gosta de passatempos baratos, como ouvir música, jogar videogame e ler livros. "Sair com crianças, ver amigos, coisas normais", disse ele. "Às vezes enlouqueço no Twitter. Mas geralmente envolve trabalho."

Em agosto de 2018, Musk disse ao The New York Times que começou a trabalhar 120 horas por semana. “Houve ocasiões em que não saí da fábrica por três ou quatro dias ”, afirmou.

Musk não apenas passa muito tempo na Tesla, mas também gasta muito de seu dinheiro na empresa. Nos primeiros seis meses de 2018, ele comprou mais de US$ 35 milhões em ações da companhia. Ele também investe muito tempo, energia e recursos na SpaceX. A companhia levantou bilhões para desenvolver, construir e lançar o Starlink — um projeto para cobrir a Terra com internet banda larga ultrarrápida — e construir o protótipo da Starship, um gigantesco veículo espacial reutilizável projetado para levar pessoas a Marte. A empresa foi avaliada em US$ 100 bilhões em outubro de 2021.

lançamento bem-sucedido do foguete Falcon 9, em 30 de maio de 2020. Elon Musk: o fundador da SpaceX comemora lançamento bem-sucedido do foguete Falcon 9, em 30 de maio de 2020.

Elon Musk: o fundador da SpaceX comemora lançamento bem-sucedido do foguete Falcon 9, em 30 de maio de 2020. (Paul Hennessy / SOPA Images/Getty Images)

Musk também comanda a The Boring Company, que fundou em 2016 para desenvolver e construir túneis subterrâneos para melhorar o trânsito. De acordo com o The New York Times, a The Boring Company arrecadou mais de US$ 112 milhões em 2018 — e mais de 90% disso veio de Musk. Em 2019, a empresa levantou financiamento externo pela primeira vez no valor de cerca de US$ 120 milhões.

Em 2012, Musk assinou o The Giving Pledge, prometendo doar a maior parte de sua riqueza durante sua vida. Ele fez doações consideráveis para diferentes causas, incluindo uma doação de US$ 10 milhões para o Instituto Futuro da Vida para regulamentar a inteligência artificial.

Musk se viu em apuros jurídicos com a SEC — espécie de CVM dos Estados Unidos — em 2018 depois de twittar que havia obtido financiamento para fechar o capital da Tesla, o que mudou o preço das ações da empresa. Musk chegou a um acordo com a agência reguladora em abril de 2019, no qual ele e Tesla concordaram em pagar uma multa de US$ 20 milhões.

O bilionário também mudou o preço das ações da Tesla em maio de 2020, fazendo com que caísse 13% após twittar "O preço das ações da Tesla está muito alto."

O patrimônio líquido de Musk disparou em 2020 em meio à pandemia, aumentando 197% entre março e agosto, de acordo com uma análise do Institute for Policy Studies. Em dezembro de 2020, Musk havia se tornado a segunda pessoa mais rica do mundo, atrás apenas do fundador da Amazon, Jeff Bezos. Poucos meses depois, Musk se tornou a pessoa mais rica do mundo e seu patrimônio líquido só cresceu desde então: no mês passado, a riqueza de Musk aumentou US$ 36 bilhões em um único dia, o maior ganho já registrado pelo Índice de Bilionários da Bloomberg.

Mas, depois que as ações da Tesla despencaram 16% nesta semana, Musk perdeu US$ 50 bilhões em apenas dois dias. O preço caiu após um tweet de Musk perguntando se ele deveria vender 10% de suas ações da Tesla. Mesmo assim, Musk continua US$ 82 bilhões mais rico que Bezos.

Podcast EXAME Flash

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também