Sorvete Brasil é nova opção de franquia

A sorveteria do Rio de Janeiro planeja ampliar sua rede pelo país com lojas franqueadas
Serão vendidos dois tipos de franquias: com 30 m² ou 9 m² (.)
Serão vendidos dois tipos de franquias: com 30 m² ou 9 m² (.)
P
Priscila ZuiniPublicado em 10/10/2010 às 03:35.

São Paulo - A sorveteria carioca anunciou que vai começar a venda de franquias para expandir sua marca. As empresárias Ana Fernandes e Rosana Lamothe acreditam que o setor deve crescer ainda mais no país. De acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete (ABIS), entre 2002 e 2009, o consumo do produto aumentou 39,5%.

A empresa surgiu nos anos 80 e atualmente tem quatro unidades: três no Rio de Janeiro (Urca, Ipanema e Barra) e uma em Itaipava, região serrana. O sudeste deve receber as primeiras franquias da rede. As empresárias esperam fechar 2011 com cinco franquias em São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

Os mais de 60 sabores de sorvetes, feitos de forma artesanal, são produzidos na fábrica da rede, que terá a capacidade ampliada em 30% para suprir a demanda das novas unidades.

Dois modelos de franquia serão comercializados. A loja, com 30 m², exige investimento inicial de 150 mil reais; o quiosque, com 9 m², custa a partir de 45 mil reais. O prazo de retorno estimado é entre 24 e 36 meses.

Leia mais sobre franquias.

Siga as notícias do site EXAME sobre pequenas e médias empresas no Twitter