Padarias faturam R$ 56,3 bilhões em 2010

Resultados mostram que inovação em serviços, melhor administração e ampliação dos conceitos ligados ao food service são responsáveis por aumento no faturamento

São Paulo - O setor da panificação fechou 2010 com um faturamento de R$ 56,3 bilhões, 13,7% (não descontada a inflação) a mais do que em 2009, segundo resultados apresentados nesta terça-feira (1º) pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip), em São Paulo. São cerca de 60 mil padarias em todo o país, sendo 97% micro e pequenas empresas.

Segundo o diretor executivo da entidade, Giovani Mendonça, desde 2000 o setor vem participando, com a ajuda do Sebrae, de um amplo processo de modernização, investindo em tecnologia e inovação. “A padaria conceito, onde há um maior mix de produtos e serviços, fez com que muitos estabelecimentos virassem pontos de referência em suas regiões”.

O coordenador do Propan (Programa de Apoio ao Panificador), Marcio Rodrigues, afirma que 60% do crescimento do faturamento das padarias devem-se à inovação em serviços, melhor administração e a ampliação de conceitos ligados ao food service.

Rodrigues disse também que 65% do faturamento das padarias brasileiras acontece no período da tarde. “As pessoas estão deixando de fazer o jantar em suas casas e estão comprando ou jantando na própria padaria. As padarias hoje têm sopas, pizzas, refeições leves como saladas”, afirma Rodrigues.

A modernização tem atingido cerca de 30% das padarias, consideradas pela entidade como emergentes ou de vanguarda. “São empresas com maior capacidade de investimentos”. Metade delas é conservadora ou está estagnada e precisa repensar o conceito de panificação, acredita o coordenador. “São empresas que no futuro correm o risco de não conseguir permanecer no negócio”, adverte.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também