• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Ebanx: unicórnio vai às compras e adquire fintech Juno

A startup de pagamentos Ebanx anunciou a compra da brasileira Juno, que mira nas PMEs
Wagner Ruiz, da startup de pagamentos Ebanx: unicórnio anuncia aquisição da fintech Juno (Exame/Germano Lüders)
Wagner Ruiz, da startup de pagamentos Ebanx: unicórnio anuncia aquisição da fintech Juno (Exame/Germano Lüders)
Por Maria Clara DiasPublicado em 27/10/2021 15:58 | Última atualização em 27/10/2021 16:08Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O unicórnio brasileiro de pagamentos Ebanx anunciou nesta quarta-feira, 27, a finalização da aquisição total da fintech brasileira Juno, de meios de pagamento para pequenas empresas que atuam no e-commerce.

Quer ver seu negócio decolar? Faça o curso Do Zero Ao Negócio com a shark Carol Paiffer. Garanta sua vaga:

Fundada em 2014, a Juno já tem portfólio com mais de 35.000 PMEs e empreendedores, todos utilizando pelo menos uma solução financeira da empresa. Na lista estão soluções de cobrança e pagamento como boletos, Pix e cartão de crédito, além da conta bancária da fintech, a Conta Juno.

No último ano, a Juno movimentou mais de 4,7 bilhões de reais em sua plataforma, pelos cálculos da própria empresa. O volume é mais do que o dobro do registrado em 2019.

A Juno chega para agregar ao ecossistema da Ebanx, que já conta com mais de 35.000 empresas de diferentes portes e que utilizam a plataforma para, entre outras coisas, comercializar produtos em diferentes países e suas respectivas moedas. A companhia atua intermediando pagamentos para 70 milhões de compradores na América Latina em mais de 1.000 sites de empresas internacionais e nacionais, que incluem gigantes do varejo como Amazon e Alibaba e também Uber e Spotify.

Essa é uma das primeiras aquisições do Ebanx desde sua última rodada de captação, em junho deste ano. A empresa levantou 430 milhões de dólares com a gestora de private equity Advent, em um dos maiores aportes já recebidos por uma startup brasileira.

"Este é um momento marcante na história da Juno. A confiança do Ebanx em nosso trabalho mostra o valor das nossas soluções e nos dá a oportunidade de expandir nossos serviços e negócios. Estamos muito felizes em fazer parte deste sonho", disse, em nota, André Carréra, diretor de produto da Juno.

Para João Del Valle, CEO e cofundador do Ebanx, a fintech tem um DNA inovador. "A Juno tem uma história excepcional na indústria de pagamentos, criando serviços inovadores e ajudando milhares de empresas e empreendedores brasileiros a vender online. Estamos honrados em tê-los a bordo conosco", disse em nota.

A possibilidade de realizar fusões e aquisições já havia sido antecipada por Del Valle desde a última rodada de capital. O objetivo, segundo o fundador, é encontrar negócios com culturas compatíveis e que acelerem o crescimento do Ebanx em determinados mercados. O próximo passo do unicórnio, ao que tudo indica, será o IPO na Nasdaq.