Como funciona uma máster franquia

O máster franqueado passa a ter o direito de subfranquear as unidades de negócio

Como funciona uma máster franquia
Escrito por Adir Ribeiro, especialista em franquias

Quando uma marca tem objetivos estratégicos de expandir sua atuação em uma determinada região ou país e precisa de um suporte localizado, uma opção é a do máster franqueado. Esta ação permite que um franqueado torne-se diferenciado no sistema e tenha a concessão para transmitir o know-how de implantação, operação e comercialização da linha de produtos ou serviços de uma franquia.

Nesse caso, um máster franqueado, por força contratual, passa a deter o direito de subfranquear as unidades de negócio, atuando como substituto da franqueadora. Para ter esse direito, normalmente ele faz um investimento maior junto a franqueadora, proporcional ao potencial do território que assumirá. O máster franqueado repassa à franqueadora um percentual de todas as taxas que recebe pela concessão de subfranquias. 

A aplicação desse modelo de negócios, muitas vezes, ocorre como resultado de um projeto de expansão internacional. Porém, dadas as dimensões do Brasil, algumas empresas utilizam-se desse tipo de recurso para expansão em determinadas regiões ou territórios dentro do país.

É fundamental para a franqueadora conhecer bem seu máster franqueado, sua capacidade financeira e gerencial e dar preferência aos que já possuem experiência dentro do sistema de franquia. O máster franqueado precisa também conhecer bem o funcionamento do sistema, os direitos e deveres de todas as partes envolvidas e a legislação do país onde pretende instalar a franquia. Conhecer o seu mercado, a cultura e os hábitos locais, o potencial de consumo do território, as adaptações essenciais e, principalmente, como irá buscar e dar suporte adequado aos seus próprios franqueados são ações essenciais.

A franqueadora deverá efetuar a transferência dos conhecimentos técnicos e dos processos operacionais, suas originalidades e segredos, permitindo que o master franqueado opere com o mesmo sucesso seu, e que consiga multiplicar essa habilidade para seus subfranqueados.

A franqueadora e o máster franqueado deverão elaborar juntos um bom planejamento estratégico, observando o tamanho e a complexidade do território, e as possíveis adaptações que a franquia deverá ou poderá sofrer no país onde será instalada.

O ideal é que o máster franqueado opere sua própria unidade, mantendo as mesmas características da franquia, com o objetivo de acumular experiência no negócio, comprovar os resultados financeiros e operacionais, conhecer melhor as reações do consumidor e principalmente, tornar-se a unidade de treinamento em seu território de atuação. Esses procedimentos melhoram em muito as chances de sucesso do máster franqueado, e permitem oferecer uma melhor assistência às unidades franqueadas.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.