Com R$ 50 mi, Dream2B vai levar startups brasileiras ao Canadá

Venture builder que conecta empreendedores brasileiros ao mercado canadense captou R$ 50 milhões; inscrições para programa de internacionalização estão abertas
Canadá: venture builder canadense conecta empreendedores brasileiros ao mercado norte-americano (Marc Bruxelle/Thinkstock)
Canadá: venture builder canadense conecta empreendedores brasileiros ao mercado norte-americano (Marc Bruxelle/Thinkstock)
M
Maria Clara DiasPublicado em 22/03/2022 às 10:00.

A Dream2B, uma venture builder que conecta os ecossistemas de inovação do Canadá e do Brasil, anunciou a captação de US$10 milhões (cerca de R$ 50 milhões) em rodada realizada pela Victory Square, uma também venture builder de Vancouver, no Canadá.

Participe do Ranking Negócios em Expansão e esteja entre as empresas que conquistaram mais mercados em 2022

Fundada em 2015 em Vancouver e hoje com escritórios em São Paulo e Florianópolis, a Dream2B é um venture builder, uma espécie de construtora de negócios que ajuda startups a darem os próximos passos em suas jornadas de crescimento, seja com recursos financeiros ou intelectuais.

Com DNA canadense, o papel da Dream2B é dar um “match” entre empresas brasileiras e o mercado norte-americano, reconhecendo startups com potencial para internacionalizar os negócios por lá. Da captação de investimento externo às missões internacionais, os programas da Dream2B já ajudaram mais de 50 startups brasileiras a chegarem a América do Norte, nos cálculos da venture builder.

“O Canadá é hoje um dos polos tecnológicos que mais cresce no mundo e é uma das principais portas de entrada para o mercado dos Estados Unidos, Ásia e Europa”, diz Regina Noppe, cofundadora e CEO da Dream2B.

Já a Victory Square tem a tradição de investir em empresas que utilizam recursos tecnológicos como inteligência artificial (IA) e blockchain nos setores de saúde, jogos, seguros e fintechs. Nesse ritmo, já são mais de 20 empresas no portfólio.

Com os recursos da Victory Square, a Dream2B quer aumentar o número de empresas aceleradas em seu principal programa de fomento ao empreendedorismo e internacionalização. Parte dos recursos também será usada para melhorar as chances das companhias que já fazem parte do portfólio.

“Pelos próximos três anos, pelo menos, investiremos nas melhores startups brasileiras com potencial de internacionalização para o Canadá, reforçando a ponte entre os dois países e fomentando negócios brasileiros”, diz.

Novo ciclo

O cheque da venture builder canadense também irá ajudar a Dream2B a lançar a sétima edição de seu programa de aceleração. Até o dia 31 de março, startups brasileiras com aplicações em inteligência artificial, blockchain e Web3, em áreas como saúde digital, cleantechs e empresas de tecnologia imersiva podem se inscrever para o ciclo de aceleração internacional.

Serão selecionadas até 10 startups brasileiras para uma temporada de 1 mês no Canadá que inclui mentorias individuais com especialistas de mercado, validação do modelo de negócio e conexões com empresas, instituições e investidores norte-americanos. Para participar, é preciso ter domínio da língua inglesa e uma estratégia de expansão internacional. Mais informações no site do programa.