PME
Acompanhe:

Co-fundador do Pinterest deixa empresa

Paul Sciarra, uma das pontas do trio de fundadores da rede, deixa o site em meio ao sucesso estrondoso do mural online

Time fundador do Pinterest: Paul, o primeiro à esquerda, está deixando o barco (Reprodução)

Time fundador do Pinterest: Paul, o primeiro à esquerda, está deixando o barco (Reprodução)

M
Mirela Portugal

2 de abril de 2012, 23h19

São Paulo - Não demorou muito para que, depois de todo o sucesso alcançado, as primeiras intrigas chegassem ao escritório dos diretores do Pinterest. A nova queridinha das redes sociais terá em breve sua primeira despedida no time de executivos: Paul Sciarra, um dos co-fundadores da startup, deixará a companhia. As informações são do site especializado Startup Grind.

As fontes não esclarecem o que pode ter motivado a saída de Sciarra. Com a mudança, o mais conhecido do trio por trás do mural online, Ben Silbermann, assumirá oficialmente o cargo de CEO. Evan Sharp, o responsável pela interface e o design do site - um dos maiores trunfos da rede - continua no lugar. Especula-se que o destino de Sciarra, cujo perfil é administrativo, seja uma empresa de capital de risco.

O Pinterest, uma rede social que permite fixar fotos e vídeos em murais virtuais, é o site com o ritmo de crescimento mais rápido da história dos Estados Unidos. A comunidade viu seu número de usuários mensais sair de 170.000, em fevereiro de 2011, para 13,2 milhões, em dezembro

Sciarra deve deixar a empresa em até duas semanas. Ao contrário de Silbermann, que assumiu o papel de face pública da rede, o trabalho do administrador é mais silencioso: negociações de bastidores e captação de verbas. Ele deixa a companhia após intermediar a recente captação de 35,7 bilhões de dólares direto do bolso de Andreessen Horowitz, investidor-anjo que já financiou outros hits da internet, como o Instagram.