Argentino cria primeira máquina para fazer chá de erva-mate

A máquina de mate é uma invenção de Marcelo Coppari, de 22 anos, que cursa o quinto ano de engenharia eletrônica da Universidade Tecnológica Nacional

Buenos Aires, 5 set (EFE).- Um estudante universitário de engenharia eletrônica da Argentina inventou a primeira máquina de chá de erva-mate, uma bebida muito popular no Cone Sul.

Tomar um mate requer todo um cerimonial - se faz fora de casa, se toma em uma cuia normalmente feita de madeira ou metal, a erva-mate, o açúcar, uma bomba de metal para tomar o chá, uma pequena colher e uma garrafa térmica com água quente.

Todo este material será desnecessário graças ao novo aparelho, que funciona com fichas e tem capacidade para até dez litros de água, um quilo de erva-mate e dois de açúcar e pode ''cevar'' (como se chama na Argentina o ato de preparação do chá) até sete porções ao mesmo tempo.

A máquina de mate é uma invenção de Marcelo Coppari, de 22 anos, que cursa o quinto ano de engenharia eletrônica da Universidade Tecnológica Nacional (UTN) de Villa María, na província de Córdoba.

''Um dia um professor lamentou por não ter uma máquina que lhe cevasse mate durante a aula; aí tive a ideia e comecei a dar forma'', disse à Agência Efe Marcelo Coppari.

O inventor explicou que ''a máquina automatiza o processo de cevar o mate''. O usuário só precisa colocar o recipiente vazio na base do aparelho que ''se encarregará de colocar a erva, o açúcar ou o adoçante, e a água''.

A máquina foi desenvolvida de maneira muito artesanal, na pequena oficina do estudante e de seu pai, em sua casa na cidade de Villa María.


Para sua construção, Coppari utilizou motores de impressoras velhas e diferentes engrenagens em desuso para dar forma à máquina.

''Ele fez com o que tinha disponível e realmente é um trabalho maravilhoso: estamos muito orgulhosos da maneira como aplicou todos os conhecimentos que adquiriu durante o curso'', disse à Efe o diretor de engenharia eletrônica da UTN de Villa María, Marcelo Cejas.

No início, o estudante tinha como objetivo criar o aparelho apenas para concluir um projeto para a universidade. Mas depois, graças às boas críticas recebidas, sua ideia mudou.

''Agora acho que pode ser comercialmente viável, embora ainda falte muito para pensar em vendê-lo porque o projeto ainda está em desenvolvimento e são necessários muitos testes'', segundo Coppari.

A Argentina é o maior consumidor, produtor e exportador mundial de erva-mate. A erva é utilizada para fazer o mate, um chá frio ou quente, e se toma com açúcar ou amargo, muito popular na Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile e sul do Brasil.

A Argentina produz anualmente 300 milhões de quilos de erva-mate, dos quais 262 milhões são destinados ao mercado local e o resto é exportado, sendo a Síria o principal destino - onde também se consome como chá -, seguido por Chile e Brasil.

Originariamente a erva-mate era utilizada pelos índios guaranis, que habitavam o nordeste da Argentina, Paraguai, parte do Uruguai e o sul do Brasil, lugares que atualmente dominam a produção mundial deste cultivo.

Segundo um estudo realizado em 2009 por cientistas argentinos, a erva-mate contém um elevado percentual de uma substância antioxidante que melhora as defesas naturais do organismo, combate a degeneração celular, prevenindo a deterioração do organismo e o desenvolvimento de doenças. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.