Esta startup brasileira quer ser o "Uber das entregas rodoviárias"

Enviabybus utiliza os bagageiros dos ônibus de viagem para enviar encomendas e mercadorias, entregando mais rápido e com menor custo

Ninguém gosta de esperar semanas para receber um produto comprado online. O tempo de entrega é um dos fatores decisivos na hora de um cliente fechar ou não uma compra no e-commerce. Mas como entregar mais rápido sem aumentar muito o custo? Foi ao tentar encontrar uma resposta para essa pergunta que o empreendedor Miguel Petribu teve a ideia de criar a startup Enviabybus. A proposta do negócio, fundado em 2019, é usar a frota de ônibus rodoviários brasileiros para enviar pacotes e encomendas.

A empresa é fruto da experiência de 38 anos de Petribu no setor de logística. Tendo passado por grandes companhias, como DHL Express, Fedex, TAM e Azul, o empreendedor sempre foi fascinado pela capilaridade das empresas de ônibus no Brasil. Quando deixou a vida de executivo no ano passado, sabia que queria criar uma empresa de tecnologia que permitisse que os clientes enviassem cargas usando o espaço vazio dos bagageiros dos ônibus de viagem. 

“As empresas de ônibus conseguem fazer entregas no mesmo dia. A Cometa, por exemplo, chega a ter 50 partidas entre São Paulo e Campinas por dia. Nenhuma transportadora tem isso”, diz Petribu. 

Como funciona

A Enviabybus não está inventando a roda. O serviço de envio de pacotes em ônibus existe há décadas nas companhias brasileiras, o que a startup se propõe a fazer é simplificar a operação para os clientes e as empresas de ônibus. 

Sem precisar ir até a rodoviária, uma pequena empresa pode cotar o preço do frete com diferentes companhias, fazer o pedido e pagá-lo pela internet. Na hora de enviar o pacote, há duas opções: a companhia de ônibus pode buscar o produto em um endereço indicado ou o cliente leva o pacote até um ponto de coleta da cidade. Para as empresas de ônibus, além de ter uma vitrine online, a vantagem do serviço é não ter que se preocupar com manter funcionários no balcão recebendo e registrando os pacotes.

Outro conforto da modalidade é a previsibilidade em relação aos horários. Quando o ônibus deixa o terminal rodoviário, o cliente recebe um SMS avisando que o pacote está a caminho, assim ele sabe quando o produto vai chegar exatamente. Na hora da entrega, uma foto garante que a encomenda chegou ao lugar certo. Quem já está usando o serviço é a multinacional de logística UPS, que decidiu fazer entregas de até 1.500 quilômetros utilizando a frota de ônibus.

Primeiras rotas 

O serviço está funcionando em fase de testes há um ano e agora, no segundo semestre de 2020, abre para todo o público. Por enquanto, os parceiros são empresas rodoviárias do Sul e Sudeste, como a Viação Águia Branca, Itapemirim e Expresso Gardênia. A meta de Petribu é chegar ao Brasil todo até o final deste ano.

Para conseguir aumentar a agilidade do serviço, a Enviabybus está criando parcerias com lojas em postos estratégicos das cidades, como a Avenida Paulista, em São Paulo. Dessa forma, os clientes podem deixar os pacotes em um lugar só, facilitando o trabalho das viações e oferecendo uma alternativa aos Correios. A longo prazo, a meta de Miguel Petribu é levar a plataforma para outros países que têm um sistema rodoviário parecido com o brasileiro, como a Índia e o México.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.