Lucro da Vale dispara no 1º tri, com 'folga' nas despesas de Brumadinho

No quarto trimestre de 2020, impacto de pagamentos a ações de compensação do acidente manteve lucro em patamares baixos

A mineradora Vale, avaliada em 500 bilhões de reais, divulgou no começo da noite desta segunda-feira seu resultado financeiro do primeiro trimestre de 2021.

Os resultados vieram em linha com a expectativa de analistas, que previam um sucesso na receita.

A receita da companhia foi de 12,6 bilhões de dólares, um crescimento forte em comparação ao mesmo período de 2020, que havia tido um resultado de 6,9 bilhões de dólares.

O EBTIDA (Lucros antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização foi de 8,4 bilhões de dólares) deste primeiro trimestre foi de 8,3 bilhões, um recorde para o primeiro trimestre.

A alta é consequência da alta do valor do minério de ferro e da forte demanda chinesa. O país, que é o maior parceiro comercial do Brasil, vive uma retomada da economia neste início de 2021, com perspectivas de controle da pandemia da covid-19.

  • Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

As expectativas de analistas ficaram ainda mais positivas quando a Vale divulgou na última semana seu relatório de produção e vendas no primeiro trimestre. A produção de minério de ferro nos três primeiros meses deste ano foi 14% maior que no mesmo período do ano passado. As vendas tiveram um aumento na mesma proporção, de 14,8%.

Lucro líquido volta à casa dos bilhões

O primeiro trimestre deu um "respiro" à companhia em despesas relacionadas ao desastre de Brumadinho. No quarto trimestre de 2020, o impacto de pagamentos a ações de compensação do acidente levou o lucro líquido para 739 milhões de dólares.

Agora, o lucro líquido foi de US$ 5,546 bilhões no 1T21, ficando US$ 4,807 bilhões acima do trimestre anterior, principalmente devido a despesas de Brumadinho, encargos de impairment nos ativos dos negócios de Níquel e Carvão e maior resultado financeiro.

As despesas com Brumadinho devem voltar a partir do segundo trimestre, levando o lucro líquido a cair mais uma vez. Apenas em 2021, a empresa deve desembolsar 2,1 bilhões de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.