Telefônica Vivo admite PDV, mas não confirma meta de corte

Pela manhã, sindicato informou que redução seria de cerca de 1.000 funcionários

São Paulo – A Telefônica Vivo confirmou, em nota à imprensa, que vai ajustar seu quadro de funcionários no Brasil, sobretudo no Rio de Janeiro e em São Paulo. A operadora não confirmou, porém, o número de vagas que pretende fechar.

Pela manhã, o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo informou que a Telefônica Vivo abriu um programa de demissão voluntária (PDV). O objetivo, segundo o sindicato, seria desligar cerca de 1.000 funcionários.

Na curta nota, a operadora limitou-se a afirmar que “está conduzindo uma reorganização administrativa com o objetivo de manter a competitividade.” A empresa informou que os termos para as demissões foram negociados com os sindicatos de cada estado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.