Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloNegócios

Stellantis quer ter frota 100% elétrica até 2038

Quarta maior empresa automotiva do mundo divulgou o planejamento estratégico para a próxima década em que pretende zerar as emissões de carbono

Modo escuro

Continua após a publicidade
Companhia também declarou que, até o final desta década, quer que 100% das vendas na Europa sejam de veículos elétricos (Gonzalo Fuentes/Reuters)

Companhia também declarou que, até o final desta década, quer que 100% das vendas na Europa sejam de veículos elétricos (Gonzalo Fuentes/Reuters)

L
Luciana Lima

Publicado em 11 de março de 2022 às, 14h59.

Última atualização em 11 de março de 2022 às, 16h14.

A Stellantis, fusão da Fiat Chrysler com a PSA Peugeot Citroën, está com planos ambiciosos para os próximos anos. A direção da companhia anunciou o plano estratégico para 2030 e revelou que, nos próximos 16 anos, pretende reduzir a zero as emissões de carbono. 

Para chegar à essa realidade, na qual não existirão mais carros à combustão, a Stellantis anunciou uma meta de reduzir em até 50% as emissões de carbono nos próximos oito anos. 

“Queremos que 100% das vendas na Europa e 50% das vendas nos Estados Unidos sejam de veículos elétricos a bateria (BEVs) até o final desta década. Planejamos ter mais de 75 BEVs e atingir vendas globais anuais de BEVs de cinco milhões de veículos até 2030”, declarou Carlos Tavares, CEO da Stellantis. 

A estratégia é global, portanto, inclui o Brasil. Por aqui, a Stellantis já anunciou que vem estudando a fabricação de um veículo híbrido, movido à eletricidade e etanol e que, até 2025, pretende lançar uma nova marca do grupo no país que se juntará a nomes conhecidos como Jeep, Peugeot, Citroen, Fiat e Chrysler.

No mesmo anúncio em que apresentou a nova estratégia, a Stellantis também divulgou o lançamento de um novo SUV da marca Jeep, totalmente elétrico. O futuro Jeep elétrico ainda não tem nome, mas tem a previsão de chegar às lojas em 2023. Fora isso, também anunciou a prévia de uma nova picape elétrica. 

Em 2021, quando aconteceu a fusão com a Peugeout, a Fiat encerrava um ano ruim, em que as vendas caíram 22% e o faturamento outros 20%. A união, inclusive, foi motivada para fazer frente à transição da indústria automotiva para a eletricidade. 

Para os próximos anos, porém, a Stellantis está otimista. “Dobraremos nossa Receita Líquida até 2030 e manteremos margens de Lucro Operacional Ajustado de dois dígitos ao longo da década”, declarou o CEO no anúncio do novo plano. 

Últimas Notícias

Ver mais
O McDonald's já investiu em pizza, frango assado e burrito. Agora, abre cafeteria 'sideral' nos EUA

seloNegócios

O McDonald's já investiu em pizza, frango assado, burrito e, agora, no café

Há 6 horas

Versão brasileira, Herbert Richers: como estão os clássicos estúdios de dublagem que bombavam na TV

seloNegócios

Versão brasileira, Herbert Richers: como estão os clássicos estúdios de dublagem que bombavam na TV

Há 9 horas

COP28: JBS defende parceria com produtores rurais para acelerar a descarbonização do setor

seloNegócios

COP28: JBS defende parceria com produtores rurais para acelerar a descarbonização do setor

Há um dia

Mudança na Levi's: Chip Bergh, o CEO que não lava seus jeans, anuncia aposentadoria

seloNegócios

Mudança na Levi's: Chip Bergh, o CEO que não lava seus jeans, anuncia aposentadoria

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais