Acompanhe:
seloNegócios

Dia da Mulher: 7 empreendedoras que começaram do zero e hoje faturam com franquias

Conheça a história de sete mulheres empreendedoras que alcançaram o sucesso nos negócios ao investir em franquias

Modo escuro

Continua após a publicidade
Joyce Caseiro, fundadora da Terça da Serra: R$ 80 milhões com rede de residências para idosos (Terça da Serra/Divulgação)

Joyce Caseiro, fundadora da Terça da Serra: R$ 80 milhões com rede de residências para idosos (Terça da Serra/Divulgação)

As mulheres são presença ilustre no cenário empreendedor do Brasil. Juntas, elas representam quase metade dos mais de 43 milhões de proprietários de pequenos negócios do país, segundo o GEM (Global Entrepreneurship Monitor), principal estudo sobre o tema. Atualmente, o Brasil também ocupa a sétima posição entre as nações com o maior número de mulheres empreendedoras no mundo.

Com tanta representatividade, histórias de mulheres empreendedoras que despontam em suas áreas e alcançam o sucesso ao longo de sua jornada empreendedora que, apesar de bem-sucedida, pode ser solitária chamam a atenção. Algumas empreendedoras recorrem à abertura de franquias como uma alternativa para encurtar seus caminhos rumo à estabilidade e certo equilíbrio nos negócios.

O interesse pelas franquias também se justifica por alguns grandes números: o mercado faturou mais de R$ 211 bilhões e cresceu 14,3% em 2022, segundo balanço da Associação Brasileira de Franchising (ABF). 

Para Paula Marques, líder e sócia de planejamento na Cherto Consultoria, o primeiro passo que a mulher deve tomar quando vai abrir um negócio é buscar informações sobre o mercado em que busca entrar, seja ele uma franquia ou empreendimento próprio. “Conhecer possíveis concorrentes, referências nacionais e internacionais que sejam benchmarks para o que ela procura criar e também analisar qual o público-alvo que vai atingir, quem são essas pessoas e suas respectivas realidades, suas idades, hábitos de consumo e classe social, para conhecer melhor o mundo que a empreendedora busca ingressar”, diz.  

7 empreendedoras que faturam com franquias para conhecer neste dia 8 de Março

Em comemoração ao Dia da Mulher, separamos uma lista de mulheres que saíram de suas zona de conforto e investiram na abertura do próprio negócio. Atualmente, elas estão à frente de diferentes franquias, como franqnueadas ou fundadoras. Conheça abaixo algumas delas:

Vanessa Scaramuzza, franqueada da rede Instituto Embelleze

Vanessa Scaramuzza, franqueada do Instituto Embelleze (Divulgação/Divulgação)

Vanessa Scaramuzza, 28 anos, tem uma trajetória de superação e de muitos percalços antes de tornar-se uma empreendedora de sucesso. Filha de mãe diarista e pai motorista, ela começou a vida profissional aos 14 anos, entregando planfletos para a rede Embelleze. Aos 19 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro para trabalhar também em uma franquia do Instituto Embelleze, marca integrante da holding de franquias SMZTO.

De lá para cá, ela passou por diversos cargos, de consultora a gestora, até virar proprietária da sua própria unidade da rede. A incursão na vida empreendedora não foi simples, o que a levou a ser chamada de "louca" pelo apetite ao risco e por ter, naquela época, dois filhos pequenos. “Meu conselho para as mulheres é estudar muito e não desistir mesmo quando dizem que você não é capaz”, diz.

Marcela Genovese, franqueada da OrthoDontic

Marcela Genoves, franqueada da OrthoDontic (Divulgação/Divulgação)

Empreendedora há três anos, a jornalista Marcela Dias Besson Genovese, 40 anos, decidiu abrir uma franquia em meio à pandemia. Em sociedade com o marido, Caio Leão Genovese — com quem é casada há 15 anos e tem dois filhos (Theo de nove anos e Nina, de quatro) — eles abrem uma unidade da rede de franquia OrthoDontic na cidade de Valinhos, no interior de São Paulo. 

Marcela acredita que a representatividade feminina no empreendedorismo é essencial para uma sociedade mais justa. “É preciso valorizar o papel da mulher em todos os lugares e criar uma rede de apoio. É difícil dar conta de tudo, mas, quando você cria conexão com pessoas dispostas a prestar auxílio, todas se fortalecem, afinal ninguém caminha sozinho”, diz. 

Maria Carmen, multifranqueada da Puket e Imaginarium

Maria Carmen, franqueada da Puket e Imaginarium (Divulgação/Divulgação)

A mato-grossense Maria Carmen Faria Volpato é dona de quatro franquias da Puket, uma da Imaginarium e uma da OrthoPride que, juntas, empregam mais de 50 pessoas. 

Além empresária, esposa e mãe, Maria Carmen também coordena o Departamento de Odontologia do Hospital de Câncer de Mato Grosso e é voluntária na Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mato Grosso. Para ela, um de seus grandes aprendizados como dona do seu próprio negócio é treinar seus colaboradores e delegar funções. "Só assim é possível dar conta de tudo", diz.

Cláudia Consalter e Ana Lúcia Massi, fundadoras da OrthoDontic

Ana Lúcia Massi e Claudia Consalter, fundadoras da OrthoDontic (OrthoDontic/Divulgação)

Ao lado de outros três colegas de faculdade, as estudantes de odontologia Cláudia Consalter e Ana Lúcia Massiduas fundaram a OrthoDontic, rede de franquia de serviços de ortodontia. A ideia de abrir o próprio negócio veio, na época, da inconformidade do grupo com relação ao mercado, pouco acessível para a população em geral e com muitos entraves para os profissionais do setor, que precisavam conciliar atendimentos e a gestão do consultório.

Vinte e um anos depois, a rede tem 320 unidades no país, e as duas continuam na equipe da franqueadora. Na OrthoDontic, há também uma atenção especial a questões relacionadas à equidade de gênero: atualmente, 80% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres e 85% do quadro é ocupado por funcionárias do sexo feminino nas unidades franqueadas.

Joyce Caseiro, fundadora da Terça da Serra

Joyce Caseiro, fundadora da Terça da Serra (Terça da Serra/Divulgação)

Joyce Duarte Caseiro está à frente de um negócio de impacto social que, em 2022, faturou 80 milhões de reais. Ela é fundadora da Terça da Serra, rede de instituições de longa permanência para idosos.

A ideia para a criação do negócio veio de uma experiência pessoal. Sua mãe era responsável pelos cuidados com seu avô, diagnosticado com Alzheimer, o que levou Caseiro a notar um grande abismo no mercado, causado pela ausência de instituições que prestassem um serviço de qualidade a idosos. 

Assim surgiu, em 2015, o Terça da Serra, conjunto de residenciais sênior que começou em Jaguariúna, cidade a 30 quilômetros de Campinas. Atualmente, são mais de 120 unidades em operação. “A Terça da Serra vem para melhorar a qualidade de vida do idoso e também de seus parentes, que passam a conseguir curtir momentos em família, sem serem apenas cuidadores”, diz a empreendedora. 

A rede faturou R$ 80 milhões em 2022 e, para este ano, planeja abrir 40 unidades e faturar R$ 120 milhões. 

Mariana Lousa, franqueada da novofio Clínica Capilar

Mariana Lousa, franqueada da novofio Clínica Capilar (Novofio/Divulgação)

Mariana Lousa é uma multifranqueada disposta a diversificar seus negócios. Há oito anos, ela decidiu se tornar dona do próprio negócio apostando no mercado de franquias. Os primeiros empreendimentos foram na área de odontologia.

Todas as franquias depois disso também são da área de saúde e, mais recentemente, de beleza — ela abriu uma unidade da novofio Clínica Capilar, rede de tratamento e transplante capilar. A franquia foi aberta em sociedade com a médica Kelry Kariny, amiga de longa data.

Hoje, mãe de um casal de crianças, ela é muito feliz ao adminstrar suas 12 empresas. Segundo Lousa, a principal recomendação para mulheres que buscam abrir seus próprios empreendimentos está na atenção aos detalhes da operação e gestão. “Não podemos gerir um negócio sem aprender todo o processo dele. Não adianta delegar as funções se você não conhece sua própria empresa, entenda o processo todo antes”, diz. Hoje, ela fatura em média R$ 30 milhões por ano.

Veja também: Dia Internacional da Mulher: 10 executivas que lideram grandes empresas — e as lições de cada uma

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Que horas, como, para onde elas voltam: lideranças femininas falam sobre carreira e equidade
ESG

Que horas, como, para onde elas voltam: lideranças femininas falam sobre carreira e equidade

Há 19 horas

Março tem feriado? Confira as datas comemorativas e feriados do mês em 2024
Pop

Março tem feriado? Confira as datas comemorativas e feriados do mês em 2024

Há 19 horas

Miriam Belchior relembra trajetória e enaltece vocação para a vida política
Um conteúdo Esfera Brasil

Miriam Belchior relembra trajetória e enaltece vocação para a vida política

Há um dia

O preço da (im)perfeição
ESG

O preço da (im)perfeição

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais