Negócios

Ser Educacional assina contrato para compra do Centro Bennet

O contrato prevê o pagamento total de R$ 10 milhões à Metodista Bennet


	Sala de aula: com o contrato, novos cursos de graduação, tecnológicos e de licenciaturas na cidade do Rio de Janeiro poderão ser lançados
 (Fengyuan Chang/Thinkstock)

Sala de aula: com o contrato, novos cursos de graduação, tecnológicos e de licenciaturas na cidade do Rio de Janeiro poderão ser lançados (Fengyuan Chang/Thinkstock)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de março de 2015 às 08h37.

São Paulo - Por meio de sua subsidiária União de Ensino Superior do Pará (Unespa), a Ser Educacional assinou nesta quinta-feira, 26, contrato para a compra da mantença do Centro Universitário Bennet, no Rio de Janeiro.

O contrato prevê o pagamento total de R$ 10 milhões à Metodista Bennet.

"A companhia acredita que a aquisição do Centro Universitário na cidade do Rio de Janeiro é um passo importante para que o Grupo continue seu processo de expansão na região sudeste do Brasil, iniciado com a aquisição da Universidade Guarulhos - UnG", informou a Ser Educacional, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O pagamento será feito em duas parcelas, sendo a primeira de R$ 1 milhão, a ser depositada em uma conta vinculada da própria Unespa em até 15 dias após a assinatura do contrato; e o valor remanescente no fechamento da operação.

Segundo o fato relevante da empresa, o Centro Universitário está credenciado pelo Ministério da Educação (MEC) e possui Índice Geral de Cursos (IGC) igual a 3.

A Ser Educacional também comunica que, por se tratar de um centro universitário detentor de autonomia universitária, novos cursos de graduação, tecnológicos e de licenciaturas na cidade do Rio de Janeiro poderão ser lançados, sem necessidade de autorização prévia por parte do MEC.

"Tal característica poderá trazer maior flexibilidade e velocidade de crescimento na captação de alunos na cidade", informou a companhia.

O fechamento da operação e efetiva cessão da mantença à Unespa dependem de aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e do MEC.

A Ser Educacional informou ainda que pelo fato de ter sido realizada por meio de subsidiária, não haverá aos acionistas direito de recesso em decorrência da operação.

Acompanhe tudo sobre:EducaçãoFusões e AquisiçõesSer Educacional

Mais de Negócios

Papo de Empreendedores: conectividade, empreendedorismo e energia embalam painéis para PMEs; assista

Faturamento das PMEs cresce 5,2% no segundo trimestre

Fintech de música, Strm capta R$ 35 milhões e atrai dupla sertaneja Henrique e Juliano em rodada

EXAME lança na quarta-feira (24) nova edição do ranking Negócios em Expansão; saiba como assistir

Mais na Exame