A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Queiroz Galvão esclarece contrato de navios-plataforma

Companhia esclareceu que o valor total para aquisição e construção de dois navios-plataforma não se refere ao afretamento e operação para o consórcio

São Paulo - A Queiroz Galvão Óleo e Gás (QGOG) esclareceu nesta segunda-feira, 15, que o valor total para aquisição e construção de dois navios-plataforma do tipo FPSO (que produz, estoca e escoa petróleo e gás natural), assinado entre a companhia e parceiros, de aproximadamente US$ 3,5 bilhões, não se refere ao afretamento e operação para o consórcio.

Conforme nota publicada nesta manhã, as embarcações serão direcionadas a projetos de desenvolvimento da produção das áreas de Lula Alto e Lula Central, localizadas no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos. O bloco BM-S-11 está sob concessão para um consórcio que inclui a Petrobras, com 65% de participação, a BG E&P Brasil, com uma fatia de 25% e a Petrogal Brasil, com 10%.

As duas plataformas serão de propriedade e operadas pela joint venture da SBM Offshore com a Mitsubishi Corporation, Nippon Yusen Kabushiki Kaisha e Queiroz Galvão Óleo e Gás.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também