Qual é o rival do Jeep Compass que a Great Wall deve fabricar no Brasil

Empresa chinesa fará dez lançamentos de picapes e SUVs até 2025; todos os veículos serão híbridos e elétricos
 (Divulgação/Great Wall Motor)
(Divulgação/Great Wall Motor)
Por Gabriel AguiarPublicado em 02/02/2022 16:53 | Última atualização em 02/02/2022 17:11Tempo de Leitura: 4 min de leitura

A chinesa Great Wall Motor — também conhecida pela sigla GWM — finalmente chegará ao mercado brasileiro após 12 anos de análises. Valeu a espera: a empresa arrematou a fábrica de Iracemápolis (SP) que pertencia à Mercedes-Benz e prometeu a produção de veículos híbridos e elétricos no país na segunda metade de 2023. E já existem dicas de quais modelos serão vendidos aqui.

Conheça o BTG+ business, uma plataforma pensada para reduzir a burocracia e ajudar na solução das adversidades para PMEs

Eletrificados, conectados e autônomos

Durante a apresentação de planos e estratégias da operação nacional, executivos confirmaram que todas as opções serão eletrificadas, conectadas à internet 5G e autônomas em nível 2 (que controla a distância em relação ao veículo à frente e se mantém dentro da faixa). Também haverá três focos, com as linhas Haval, para SUVs urbanos; Tank, para SUVs de luxo; e Poer, para picapes.

Não é surpresa que a GWM ainda faça mistério em relação às escolhas definitivas para o nosso país — sem contar que teremos dez lançamentos até 2025. Mas foi o próprio Oswaldo Ramos, CCO (sigla para Chief Commercial Officer) quem antecipou a decisão de comercializarem aqui os modelos com estrutura modular LMN. Essa plataforma é a mesma batizada como L.E.M.O.N. na China.

Great Wall Motor Haval Jolion

Eletrificação: versão híbrida foi apresentada na Ásia no fim de 2021 (Great Wall Motor/Divulgação)

Em entrevista à EXAME, o executivo brasileiro também confirmou que nenhum dos futuros veículos existe atualmente. Mas atenção à licença poética: essa descrição vale para as reestilizações, como são chamadas atualizações superficiais no desenho; e para as novas motorizações. Esse detalhe vale principalmente para Tank e Poer, marcas com poucos produtos e todos recém-lançados.

Novidades para enfrentar o Jeep Compass

No caso da Haval, que deverá concentrar maior parte do volume de vendas — e foco — da Great Wall no mercado brasileiro, as previsões são mais complicadas, principalmente porque a marca vende 11 modelos diferentes na China. Só que, mais uma vez, as dicas antecipadas na apresentação da fábrica ajudam a desvendar o mistério: os modelos H6 e Jolion são feitos sobre plataforma LMN.

Great Wall Motor Haval Jolion

Plataforma: modelo é feito sobre a mesma base LMN que será nacional (Great Wall Motor/Divulgação)

E onde encaixa a promessa de veículos inéditos? Por enquanto, nenhum deles é eletrificado. Mas as versões híbridas devem surgir em breve, como é o caso do H6, que já está confirmado com opção PHEV (sigla para híbridos plug-in que podem ser recarregados na tomada) e autonomia superior aos 200 km em modo totalmente elétrico. Ou seja, mais uma característica antecipada aqui.

Também pesar a favor dessas escolhas o fato de H6 e Jolion serem comercializados em outros países da América Latina, como Chile, Equador e Peru. Considerando que a fábrica de Iracemápolis (SP) terá exportações para mercados da região, apostar em novas versões híbridas dos modelos existentes faz todo o sentido. Essa mesma estratégia deverá ser aplicada para veículos de Tank e Poer.

Great Wall Motor Haval H6

Motorização: novo Haval H6 terá versão híbrida com maior autonomia (Great Wall Motor/Divulgação)

No caso do Haval H6, o tamanho é praticamente o mesmo do Mercedes-Benz GLC — são 4 cm menos no comprimento e 10 cm a mais de altura, enquanto a largura é quase igual —, mas os preços devem seguir próximos de marcas generalistas. Por outro lado, o Jolion parece feito sob medida para brigar com o Jeep Compass, considerando que as dimensões de ambos SUVs são semelhantes.

Foco em SUVs e picapes

Great Wall Motor Tank 300

Fora de estrada: linha Tank será mais robusta e luxuosa (Great Wall Motor/Divulgação)

Em relação às demais marcas, a Great Wall Motor vende apenas dois SUVs com emblema Tank: 300, que tem inspiração em utilitários tradicionais, como Jeep Wrangler e Mercedes-Benz Classe G; além de o topo de linha 500, que remete à proposta do Toyota Land Cruiser. E, no caso da Poer, existe só uma picape (com duas variações de estilo) e deverá vir ao Brasil na opção mais luxuosa.

Procurada, a Great Wall Motor afirma que os modelos previstos para o Brasil estão em desenvolvimento e ainda não foram lançados globalmente.

Great Wall Motor Poer

Tamanho: picape da Poer será maior que as rivais já vendidas no Brasil (Great Wall Motor/Divulgação)

O futuro do varejo é 100% digital? Entenda assinando a EXAME por menos de R$ 11/mês.