Acompanhe:
seloNegócios

Os planos do Grupo Hope para 2024 vão além da busca por mil criadores de conteúdo até o fim do ano. A marca que oferece peças de moda íntima, praia e fitness vai investir R$ 13 milhões no negócio.

A sócia-diretora Sandra Chayo diz que o grupo está passando por uma reformulação na qual algumas frentes serão atacadas. A fábrica vai receber novas máquinas para aumentar a produção de peças. Coleções com produtos mais acessíveis serão lançadas neste ano. A franquia com mix de produtos mais completo vai entrar em cidades  maiores. Tudo isso para aumentar o público alvo da marca e acelerar a expansão do negócio que faturou R$ 350 milhões em 2023 com lojas franqueadas. 

“A reformulação tem como objetivo aumentar nosso público endereçável. Vamos otimizar processos sem prejudicar a qualidade. Queremos que os produtos estejam em cada vez mais lugares e impactando o maior número de pessoas possível, para chegarmos a um crescimento de 18% e superar os R$ 400 milhões de faturamento com franquias", diz Sandra Chayo, sócia-diretora do Grupo Hope.

A nova estratégia começa a ser implementada neste ano, mas só será concluída em 2025, quando a Hope espera aumentar o faturamento em 50%, chegando a R$ 525 milhões.

Quer dicas para decolar o seu negócio? Receba informações exclusivas de empreendedorismo diretamente no seu WhatsApp. Participe já do canal Exame Empreenda

Investimento na fábrica

Fundada em 1999, a fábrica de 33 mil metros quadrados da Hope, localizada em Maranguape, no Ceará, vai receber uma nova rodada de investimento para a compra de maquinários e melhorias na estrutura fabril.

"As novas máquinas vão começar a operar ainda no primeiro semestre e serão responsáveis po comportar o aumento da produção de peças, além de auxiliar na otimização de processos produtivos", diz a CEO.

Para 2024, a expectativa é que sejam fabricados 8,5 milhões de itens Hope e Hope Resort, aumento de 21,5% na produção.

O Grupo Hope também está investindo no aumento da mão de obra. Nos últimos meses a companhia contratou 100 novas costureiras. "A ideia é que, ao passo que os novos maquinários sejam adquiridos, o quadro de costureiras também cresça", diz a executiva.

Peças mais baratas

Sandra Chayo, CEO do Grupo Hope: "Queremos aumentar nosso público endereçável" (Leandro Fonseca/EXAME)

Uma das apostas da marca para aumentar o público alvo é o lançamento de coleções com preços mais acessíveis. As chamadas “coleções a preço de entrada” irão aumentar o mix de produtos e, consequentemente, expandir o público endereçável da Hope. A executiva explica que, com as linhas mais acessíveis, o grupo esperar dobrar o número de clientes e aumentar a recorrência de compra.

"Com o investimento na fábrica vamos conseguir fabricar peças mais baratas com a mesma qualidade, design e conforto pelos quais a marca é reconhecida. Estimamos que as linhas de entrada representem cerca de 20% no faturamento", diz Chayo.

Além disso, a Hope também quer consolidar a linha masculina, lançada há dois anos, mas que não deslanchou ainda. "Com propostas ainda mais competitivas, queremos que a linha masculina passe a representar 8% do faturamento sell out", diz.

Inscreva a sua empresa no maior anuário de empreendedorismo do país, o Ranking EXAME Negócios em Expansão 2024

Expansão das franquias

Com 280 lojas no Brasil, o Grupo Hope quer aumentar o número de lojas franqueadas.

Com peças das marcas Hope e Hope Resort, o modelo de loja chamado Hope Duo, até então destinado a cidades com até 200 mil habitantes, agora vai ampliar o raio de atuação e poderá ser franqueada em cidades com 500 mil habitantes e capitais.Hoje são 31 lojas Duo. O modelo deve ganhar mais 30 lojas em 2024. 

"Estamos nos principais shoppings do país mas temos algumas oportunidades ainda e também temos como objetivo lojas de rua. Ao todo queremos abrir 58 lojas neste ano", diz a executiva.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dia Mundial do Café: 8 franquias baratas para investir a partir de R$ 12 mil
seloNegócios

Dia Mundial do Café: 8 franquias baratas para investir a partir de R$ 12 mil

Há 11 horas

Adeus, sala de aula? CNA lança franquia digital com investimento inicial de R$ 5.000
seloNegócios

Adeus, sala de aula? CNA lança franquia digital com investimento inicial de R$ 5.000

Há 3 dias

Com ‘Tinder das obras’, aquisições e franquias, Tintas MC planeja faturar R$ 690 milhões em 2024
seloNegócios

Com ‘Tinder das obras’, aquisições e franquias, Tintas MC planeja faturar R$ 690 milhões em 2024

Há 6 dias

6 franquias baratas a partir de R$ 300 para empreender com energia solar
seloNegócios

6 franquias baratas a partir de R$ 300 para empreender com energia solar

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais