Novartis compra direitos remanescentes de tratamento da GSK

A Novartis, sediada em Basel, já havia adquirido os direitos da Ofatumumab para indicações de oncologia

A Novartis fechou acordo para compra de todos os direitos remanescentes do medicamento Ofatumumab da britânica GlaxoSmithKline por até 1 bilhão de dólares, impulsionando os tratamentos para esclerose múltipla da farmacêutica suíça.

A Novartis, sediada em Basel, já havia adquirido os direitos da Ofatumumab para indicações de oncologia, mas está atualmente sendo desenvolvida para reincidência de esclerose múltipla e outras doenças autoimunes.

"A Novartis está contente de poder reforçar ainda mais seu comprometimento com a neurociência e por acrescentar um importante novo tratamento para nosso portfólio de esclerose múltipla", disse o chefe da Novartis Pharmaceuticals em comunicado, David Epstein.

A Novartis irá pagar 300 milhões de dólares à GSK adiantados para comprar o composto e mais 200 milhões de dólares após o começo da fase III de estudo sobre esclerose múltipla pela Novartis.

Pagamentos de até 534 milhões de dólares serão feitos se as metas pré-acordadas forem alcançadas.

A Novartis também pagará royalties de até 12 por cento para a GSK por quaisquer futuras vendas líquidas da Ofatumumab para doenças autoimunes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.