Mulher de dono da TelexFREE é solta nos EUA, diz jornal

Katia Wanzeler havia sido presa há 10 dias quando tentava embarcar para o Brasil e foi solta por ordem de juiz federal, de acordo com o Boston Globe

	Logo da Telexfree nos Estados Unidos
 (Reprodução/Telexfree)
Logo da Telexfree nos Estados Unidos (Reprodução/Telexfree)
J
João Pedro CaleiroPublicado em 25/05/2014 às 12:38.

São Paulo - Um juiz federal americano determinou na sexta-feira que Katia Wanzeler, mulher do co-fundador da TelexFREE, deixasse a prisão.

Ela teve o passaporte retido e não pode deixar o estado de Massachusetts. Ela havia sido mantida em custódia como testemunha material do caso mas não foi indiciada por nenhum crime.

As informações foram publicadas pelo jornal Boston Globe e foram obtidas com fontes anônimas presentes à audiência, que foi fechada.

Katia havia sido presa há 10 dias atrás no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, quando tentava embarcar em um voo para o Brasil. 

Segundo o jornal, seu marido fugiu para o país ainda em abril. Ele é acusado de fraude por montar um esquema de pirâmide na empresa que chegou a 1 bilhão de dólares e atraiu mais de um milhão de pessoas só no Brasil.

Seu sócio James Merrill está preso e aguarda julgamento. Se condenados, eles podem pegar até 20 anos de prisão.

O advogado dos Wanzeler não quis comentar o caso e a polícia disse que “Katia Wanzeler esteve em custódia entre 15 e 23 de maio".