Lucro da HTC cai mais que o previsto no quarto trimestre

O lucro líquido da empresa de outubro a dezembro recuou 25,5%, para US$ 364,26 milhões

Taipé – A fabricante taiuanesa de smartphones HTC registrou uma queda maior que a esperada no lucro do quarto trimestre em relação a um ano antes, o primeiro recuo em dois anos, com seus modelos enfrentando resistência para competir com o iPhone da Apple e o Galaxy da Samsung.

A empresa, que já esteve entre as favoritas dos investidores, surpreendeu o mercado em novembro ao cortar a previsão de receita para o quarto trimestre, o que fez suas ações caírem 28 por cento em duas semanas e 15 por cento até agora.

Investidores têm questionado se a HTC ainda tem a capacidade de inovação que a transformou de uma mera fabricante terceirizada em uma grande marca.

A Samsung Electronics, maior fabricante mundial de chips de memória e smartphones, por outro lado, anunciou nesta sexta-feira lucro recorde para o quarto trimestre, favorecida por ganhos extraordinários e vendas de celulares inteligentes sem precedentes .

O lucro líquido da HTC de outubro a dezembro recuou 25,5 por cento, para 11,02 bilhões de dólares taiuaneses (364,26 milhões de dólares), contra 14,80 bilhões de dólares taiuaneses um ano antes e 18,68 bilhões de dólares taiuaneses no trimestre anterior.

Dezoito analistas tinham previsto lucro de 13,33 bilhões de dólares taiuaneses para a quarta maior fabricante mundial de smartphones, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

As vendas consolidadas em dezembro somaram 26,36 bilhões de dólares taiuaneses, queda de 20,3 por cento em relação ao mesmo mês um ano antes.

O lucro líquido no fechado do ano, no entanto, subiu 57 por cento em relação a 2010, para 62,05 bilhões de dólares taiuaneses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais