Greve da Lufthansa afeta três aeroportos

A paralisação atingiu os aeroportos de Berlim-Tegel, de Munique e de Frankfurt

Frankfurt - A greve dos funcionários de cabine da Lufthansa atingiu nesta terça-feira os aeroportos de Berlim-Tegel e de Munique, além de ter prosseguido em Frankfurt, o que obrigou a empresa a anular muitos voos.

Comissários de bordo e aeromoças da maior companhia aérea alemã iniciaram na sexta-feira uma greve convocada pelo sindicato Ufo, após o fracasso das negociações salariais iniciadas há vários meses.

Nesta terça-feira, mais da metade dos voos de curta e média duração previstos para o aeroporto de Frankfurt foram cancelados.

No aeroporto berlinense de Tegel, a Lufthansa prevê anular "de forma isolada" voos internos e para a Europa, mas nenhuma viagem de longo alcance deve ser afetada.

Em Munique, 75% dos voos foram confirmados.

Desde abril, o sindicato exige um aumento salarial de 5%, retroativo a janeiro, para compensar três anos de estagnação dos salários. A empresa propõe um reajuste de 3,5%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também