Negócios

Goiás poderá assumir dívida da Celg-D para privatização

"Com privatização da Celg houve necessidade de financiamento da empresa e essa alteração vai permitir que Estado de Goiás assuma a conta devedora"


	Celg-D: o montante de empréstimo, de 1,9 bilhão de reais, foi originalmente contratato pela Celgpar
 (Reprodução)

Celg-D: o montante de empréstimo, de 1,9 bilhão de reais, foi originalmente contratato pela Celgpar (Reprodução)

DR

Da Redação

Publicado em 21 de julho de 2016 às 14h17.

Brasília - O governo divulgou nesta quinta-feira resolução que, na prática, fará com que o Estado de Goiás possa assumir dívidas da distribuidora de energia Celg-D, viabilizando sua privatização, afirmou nesta quinta-feira a assessora econômica da secretaria do Tesouro, Viviane Varga.

"Com privatização da Celg houve necessidade de financiamento da empresa e essa alteração vai permitir que Estado de Goiás assuma a conta devedora desse contrato de financiamento", disse ela.

O montante de empréstimo, de 1,9 bilhão de reais, foi originalmente contratato pela Celgpar.

Acompanhe tudo sobre:CelgDívidas empresariaisEmpresasEmpresas estataisEstatais brasileirasGoiásMinistério da Fazenda

Mais de Negócios

10 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Mukesh Ambani: quem é o bilionário indiano que vai pagar casamento de R$ 3,2 bilhões para o filho

De vendedor ambulante a empresa de eletrônicos: ele saiu de R$ 90 mil para mais de R$ 1,2 milhão

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Mais na Exame