Gigante canadense avalia compra do Carrefour

As ações do Carrefour acumulam alta de 10% este ano em Paris, levando a empresa a capitalização de mercado de 12,6 bilhões de euros no fechamento de terça-feira

A Alimentation Couche-Tard, gigante canadense de lojas de conveniência dona da rede Circle K, está explorando uma possível aquisição da rede francesa Carrefour, disseram pessoas com conhecimento do assunto.

A Couche-Tard fez uma abordagem inicial ao Carrefour para discutir uma combinação, de acordo com as pessoas, que pediram para não ser identificadas porque a informação é privada. Não há certeza de que as deliberações levarão a uma transação, disseram as pessoas.

As ações do Carrefour acumulam alta de 10% este ano em Paris, levando a empresa a capitalização de mercado de 12,6 bilhões de euros (US$ 15,4 bilhões) no fechamento de terça-feira. A Couche-Tard é avaliada em quase US$ 37 bilhões em Toronto. Representantes da Couche-Tard e do Carrefour não foram encontrados imediatamente para comentar o assunto.

A aquisição do Carrefour ajudaria a Couche-Tard a se diversificar no ramo de supermercados e a expandir sua presença na Europa e na América Latina. Qualquer transação se somaria aos US$ 182 bilhões em negócios anunciados no setor de varejo nos últimos 12 meses, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

Após anos de estagnação em seu negócio principal na França, o Carrefour tem buscado uma reviravolta sob o comando do CEO Alexandre Bompard. Ele tem cortado custos ao reduzir os hipermercados gigantes da empresa, que vendem de tudo, de produtos a roupas e utensílios domésticos, enquanto se expande em e-commerce e alimentos orgânicos.

A Couche-Tard tem uma rede de mais de 9.000 lojas de conveniência na América do Norte, a maioria das quais também oferece venda de combustível, de acordo com seu site. A empresa também possuía cerca de 2.700 pontos na Europa em outubro do ano passado.

A empresa tem se expandido através de aquisições, após acertar compra da operadora de posto de gasolina nos EUA CST Brands por cerca de US$ 4 bilhões. A Couche-Tard ganhou uma base na Escandinávia e na região do Báltico por meio de sua compra em 2012 da Statoil Fuel & Retail ASA.

— Com a colaboração de Ruth David, Myriam Balezou, Sandrine Rastello e Geraldine Amiel.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.