General Motors confirma lucro de US$ 10 bilhões em 2021

Fabricante perdeu liderança nos EUA após 91 anos e apostou em veículos rentáveis para contornar crise
Queda nas vendas: companhia deixou o topo pela primeira vez em 91 anos (Reuters/Roosevelt Cassio)
Queda nas vendas: companhia deixou o topo pela primeira vez em 91 anos (Reuters/Roosevelt Cassio)
Por Gabriel AguiarPublicado em 01/02/2022 06:00 | Última atualização em 01/02/2022 19:21Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A General Motors Co divulgou nesta terça-feira, 1, os resultados financeiros do último trimestre – e, por consequência, os números definitivos de 2021. Em meio à crise de fornecimento de componentes (que afetou a produção de veículos em todo o mundo), a empresa fechou o ano passado com lucro operacional de 14,3 bilhões de dólares e lucro líquido de 10 bilhões de dólares.

Conheça o BTG+ business, uma plataforma pensada para reduzir a burocracia e ajudar na solução das adversidades para PMEs

Esse balanço havia sido previsto pelo CFO da companhia, Paul Jacobson, em reunião com investidores, segundo a Reuters. E, isso, mesmo após ceder a liderança de vendas nos próprios EUA pela primeira vez em 91 anos e ser ultrapassada pela Toyota. No quarto trimestre de 2021, a GM garantiu lucro operacional de 2,8 bilhões de dólares e lucro líquido de 1,67 bilhão de dólares.

Mesmo com queda de 13% nas vendas, que fecharam ano passado com 2,218 milhões de unidades e o pior resultado em doze anos nos EUA (com redução de 43% no último trimestre), o fabricante manteve o saldo positivo ao priorizar modelos mais lucrativos (como é o caso de SUVs e picapes). Para 2022, o fabricante prevê lucro líquido entre 9,4 bilhões e 10,8 bilhões de dólares.

O futuro do varejo é 100% digital? Entenda assinando a EXAME por menos de R$ 11/mês.