Ford apresenta Mustang elétrico de 1400 cv de potência

A montadora quer provar que carro elétrico e alta performance combinam

Para quem acha que carro elétrico e potência não combinam, a Ford quer provar o contrário. A montadora apresentou nesta terça-feira, 21, o protótipo do Mustang Mach-E 1400, a versão 100% elétrica de um ícone da marca, o Mustang Cobra Jet, criado na década de 1960 para competições de arrancada nos Estados Unidos.

O modelo promete percorrer 400 metros – ou um quarto de milha, proposta das corridas de arrancada – em apenas 8 segundos, além de atingir velocidade de 270 km/h.

“O Mustang Mach-E 1400 é o estado da arte do que é possível fazer com um veículo elétrico”, diz Mark Rushbrook, diretor da divisão Ford Performance dos Estados Unidos.

O Mustang Cobra Jet foi um modelo de série lançado em meados de 1960 e que devido ao sucesso vem sendo relançado ao longo das décadas.

De acordo com a montadora, o Mustang Mach-E 1400, que deve estrear no circuito de Nascar em breve, também serve como base de estudos para o lançamento de novos materiais.

O Mustang Mach-E entra na estratégia da montadora para tentar liderar a corrida por carros elétricos, diante do histórico de pioneirismo da Ford na indústria automotiva. Mas com o avanço exponencial de marcas como Tesla e Nikola, a ofensiva da tradicional montadora americana terá que ser cada vez maior.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.