Financiamentos de carros sobem 38,9% em relação a março de 2020

Maior aumento no primeiro trimestre foi de veículos com mais de 12 anos de uso

Concessionária de carros - venda de veículos Financiamentos: maior crescimento da modalidade foi entre os carros mais antigos

Financiamentos: maior crescimento da modalidade foi entre os carros mais antigos (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

As vendas de veículos leves – ou seja, carros e comerciais leve – seminovos e usados cresceu 38,9% em relação a março de 2020. E os financiamentos também ganharam mais fôlego neste ano: as negociações dessa modalidade tiveram aumento de 20% no mesmo período. De acordo com a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), foram 302 mil financiamentos, enquanto há 12 meses eram 252 mil.

Em relação a fevereiro, o último mês – que teve três dias úteis a mais – teve queda de 1,5% nas compras financiadas. Na soma do primeiro trimestre, levando em consideração todos os segmentos (o que inclui motos e veículos pesados), foram negociadas 1 milhão de unidades pela modalidade, o que representa crescimento de 7,5% em relação à soma dos primeiros três meses do ano passado.

As melhores oportunidades podem estar nas empresas que fazem a diferença no mundo. Veja como com a EXAME Invest Pro

Enquanto os financiamentos para veículos leves novos registaram queda de 18,5% no período, houve crescimento expressivo em relação àqueles com mais de 12 anos: 33,1%. Considerando a soma de todas as categorias, 71,4% de todas as transações do primeiro trimestre deste ano foram realizadas por meio dessa modalidade, contra 65,5% de vendas financiadas no mesmo período de 2020.

"No compilado de janeiro a março, notamos que os veículos usados ainda representam a maior parcela das vendas a crédito e a maior procura por financiamento de veículos leves com mais tempo de uso. Alguns fatores podem explicar a redução de oferta de carros 0 km no mercado, como a paralisação de montadoras”, diz Tatiana Masumoto Costa, superintendente de planejamento da B3.

No primeiro trimestre de 2021, apesar de crescimento nas vendas no último mês, os emplacamentos de automóveis ainda são 11% menores quando comparadas ao mesmo período do ano passado. Por outro lado, o segmento de caminhões continua aquecido, com aumento de 30%, assim como comerciais leves, categoria que emplacou 17% mais neste ano que no acumulado até março de 2020.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.