Em outro corte, Walmart Brasil demite 300 funcionários

Seguindo o plano de reestruturação, a terceira maior rede de supermercados no país continua enxugando o quadro de trabalhadores

São Paulo – Depois de demitir pelo menos seis diretores, o Walmart Brasil permanece reestruturando o quadro de funcionários. Desde a semana passada, cerca de 300 pessoas ligadas à área administrativa foram dispensadas.

A região mais afetada pelo corte foi a operação do Estado de São Paulo, que representou 40% dos funcionários demitidos.

Por meio de nota, a varejista informou que após revisar processos internos, redefiniu estruturas de áreas administrativas, o que resultou no corte de funcionários.

“Como parte do processo de melhoria da performance da empresa no Brasil, o Walmart está focando na construção de uma base sólida para o futuro, tornando o negócio mais eficiente para continuar a investir e a crescer no país”, disse a empresa em comunicado oficial.

Ainda por meio de nota, o Walmart informou que fez todos os esforços para realocar o maior número possível de funcionários em outras unidades da rede.

Reestruturação

Após anunciar mudança no comando internacional para o próximo ano, o Walmart Brasil aproveitou o embalo para reformular a equipe. Na semana passada, pelo menos seis diretores foram demitidos.

Rumores apontam que além de diretores, analistas e coordenadores de áreas também foram dispensados.

Entre as áreas mais afetadas, estão a divisão de marketing, comercial e divisão especial, que abrange setores como farmácia, postos de combustíveis e fotocenters.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.