Eletrobras estuda suspensão de dívida de subsidiária Eletronuclear

Eletrobras diz que o assunto necessita de aprovação de órgãos deliberativos internos, o que ainda não ocorreu e ressalta que esse tipo de operação é "comum"

São Paulo - Em resposta a um ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Eletrobras admite que estuda suspender, até o fim de 2018, o pagamento do principal de uma dívida da subsidiária Eletronuclear com a estatal.

O ofício foi motivado por reportagem do jornal Valor Econômico publicada nesta sexta-feira, 27, que cita a negociação de uma dívida de R$ 1 bilhão da Eletronuclear com sua controladora. No comunicado, a Eletrobras afirma que o assunto necessita de aprovação de órgãos deliberativos internos, o que ainda não ocorreu. A estatal ressalta que esse tipo de operação entre controladas e holding são "comuns e rotineiras".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.