Acompanhe:
seloNegócios

A primeira edição do programa de aceleração Delta-V acabou com a seleção de seis startups nordestinas para a distribuição de R$ 300.000. O programa foi coordenado pela Casa Azul Ventures, aceleradora de Fortaleza, no Ceará, e durou sete meses.

O projeto contou com a participação de 60 startups, escolhidas entre 170 inscritas. O grupo foi dividido em dois, 30 em fase de ideação e 30 de tração, separadas a partir de avaliação de desempenho e de capacidade de crescimento. 

Como critério principal para a participação, todos os negócios precisavam estar localizados na região conhecida como Nordeste Legal, área que compreende os nove estados nordestinos e ainda o norte do Espírito Santo e de Minas Gerais.

A condição foi criada pelo Banco do Nordeste, patrocinador do programa, com um investimento total de R$ 2,3 milhões. A instituição tem atuação em toda essa extensão geográfica.

No programa de aceleração, participaram empresas que atuam em mercados como economia circular, educação, saúde e energias renováveis, agropecuária sustentável, biotecnologia e games. 

As startups passaram uma série de mentorias, workshops e masterclasses, totalizando 157 horas de atividades, e ainda tiveram acesso a cinco cursos de formação. Ao final, os organizadores do Delta-V combinaram fatores diversos para definir os selecionados e o tamanho dos cheques.

“A assiduidade nas atividades obrigatórias do programa, a nota do demoday e a evolução dos indicadores de desempenho durante o período de aceleração foram os critérios que definiram os startups para receber os investimentos”, afirma  Rafael Silveira, diretor de operações da Casa Azul Ventures.

Fundada em 2017, a aceleradora é uma joint-venture entre o grupo de Comunicação O Povo e a consultoria Hello Group. Nesses seis anos, a Casa Azul investiu cerca de R$ 3 milhões em startups. 

Conheça as startups vencedoras:

Categoria de tração:

Eduvem (Fortaleza, Ceará) - R$ 80 mil: edtech de ensino e eventos online, focada no treinamento e desenvolvimento de equipes corporativas

Query Sistemas (São Luís, Maranhão) - R$ 70 mil: Empresa de tecnologia especializada em distribuição, oferecendo serviços na nuvem e aplicativos de força de vendas, armazenagem e entregas

Souper (Salvador, Bahia) - R$ 60 mil: A LogTecg facilita o transporte de cargas agrícolas, conectando motoristas a produtores rurais

Categoria de ideação:

See U App (Arapiraca, Alagoas) - R$ 40 mil: Metaverso para pessoas com deficiência visual, permitindo interações virtuais a partir de um dispositivo que age como sonar para dar coordenadas

Nyquist (Aracaju, Sergipe) - R$ 30 mil: Empresa de ensino de programação e robótica com realidade aumentada

AutoClipper (São Luís, Maranhão) - R$ 20 mil: startup de edição e integração automática de vídeos com foco em redes sociais

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Faturamento de franquias registra crescimento de 13,8% em 2023
seloNegócios

Faturamento de franquias registra crescimento de 13,8% em 2023

Há 6 horas

"De torneio de tênis à Fashion Week": empresa tenta de tudo para ocupar terreno em NY
seloNegócios

"De torneio de tênis à Fashion Week": empresa tenta de tudo para ocupar terreno em NY

Há um dia

Um negócio de R$ 1,7 milhão: como essa empresa de cacau ajuda na recuperação de áreas degradadas
seloNegócios

Um negócio de R$ 1,7 milhão: como essa empresa de cacau ajuda na recuperação de áreas degradadas

Há um dia

Fido Dido, Fiorucci, Pakalolo: como estão as marcas de roupas que bombavam nos anos 1990
seloNegócios

Fido Dido, Fiorucci, Pakalolo: como estão as marcas de roupas que bombavam nos anos 1990

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais