Acompanhe:
seloNegócios

Aos 30 anos, bilionário das criptomoedas se compromete a doar sua fortuna

O bilionário Sam Bankman-Fried tem uma fortuna avaliada em US$ 21 bilhões e foi um dos que mais enriqueceu com as criptomoedas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Sam Bankman-Fried, fundador da plataforma de criptomoedas FTX: bilionário se comprometeu a doar fortuna para a caridade (Bloomberg/Getty Images)

Sam Bankman-Fried, fundador da plataforma de criptomoedas FTX: bilionário se comprometeu a doar fortuna para a caridade (Bloomberg/Getty Images)

M
Mariana Desidério

Publicado em 3 de junho de 2022 às, 07h00.

O bilionário Sam Bankman-Fried, fundador da plataforma de criptomoetas FTX, se comprometeu a doar a maior parte de sua fortuna para a filantropia.

VEJA TAMBÉM:

Quem é o maior bilionário da China, duas vezes mais rico que Jack Ma

Magnata indiano foi quem mais ganhou dinheiro no mundo em 2022: US$ 31 bi

Ele assinou o Giving Pledge, um compromisso público assumido por pessoas ricas para se desfazer a maior parte de suas fortunas para a filantropia, seja em vida, seja em seu testamento.

O patrimônio de Bankman-Fried é avaliado em US$ 21 bilhões de acordo com a revista Forbes, e aos 30 anos ele é um do que mais enriqueceu com o mercado de cripto.

Sua principal empresa, a corretora de cripto FTX, levantou US$ 400 milhões em janeiro de 2022, e foi avaliada em US$ 32 bilhões.

Bilionário antes dos 30 anos

Bankman-Fried é filho de dois professores de Stanford  e estudou física no MIT.

Ele se interessa já há tempos por filantropia e causas sociais e chegou a doar parte do seu salário para a caridade quando trabalhava com negociação de ETFs.

O bilionário fundou a FTX em 2019. Hoje a plataforma é uma das principais para compra e venda de criptomoedas.

No ano passado, a FTX foi avaliada em US$ 18 bilhões, o que colocou seu fundador entre os mais ricos do mundo com menos de 30 anos. Desde então, a plataforma já levantou mais US$ 1,8 bilhão.

O que é o Giving Pledge

Criado em 2010, o Giving Pledge foi criado pelo fundador da Microsoft Bill Gates, sua ex-mulher Melinda Gates e o investidor Warren Buffet, para estimular as doações entre os super-ricos.

O compromisso já tem cerca de 230 assinaturas. Dentre os bilionários que se comprometeram a se desfazer da maior parte do seu patrimônio estão o fundador da Meta, Mark Zuckerberg, e o fundador da Tesla, Elon Musk.

Em sua carta de adesão, Bankman-Fried diz:

"Há algum tempo, fiquei convencido de que nosso dever era fazer o máximo possível pela utilidade agregada de longo prazo no mundo.

No final, é o trabalho de meus amigos e colegas nas fundações que mais importa. Um mundo mais justo colocaria uma luz mais brilhante sobre eles. Neste mundo, estou honrado de poder apoiar o seu trabalho."

Últimas Notícias

Ver mais
Em 2024, a autocustódia cripto ainda é a melhor solução? Descubra os riscos e opções
Future of Money

Em 2024, a autocustódia cripto ainda é a melhor solução? Descubra os riscos e opções

Há 3 horas

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG
Future of Money

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG

Há 19 horas

Análise: bitcoin pode fechar 3 semanas em queda e tendência de alta perde força
Future of Money

Análise: bitcoin pode fechar 3 semanas em queda e tendência de alta perde força

Há 20 horas

Itaú acredita em bitcoin como "propriedade digital" para investidores, diz head de ativos digitais
Future of Money

Itaú acredita em bitcoin como "propriedade digital" para investidores, diz head de ativos digitais

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais