Negócios

American Express lucra US$ 1,19 bi no quarto tri de 2011

No último trimestre de 2011, a American Express teve lucro de US$ 1,19 bilhão, ou US$ 1,01 por ação

As provisões contra perdas - dinheiro destinado a cobrir eventuais prejuízos com inadimplência - aumentaram para US$ 409 milhões (Getty Images)

As provisões contra perdas - dinheiro destinado a cobrir eventuais prejuízos com inadimplência - aumentaram para US$ 409 milhões (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de janeiro de 2012 às 06h23.

Nova York - A American Express anunciou que seu lucro cresceu 12% no quarto trimestre de 2011 na comparação com igual período do ano anterior, afirmando que os resultados foram puxados por um aumento nos gastos dos detentores de cartões da companhia.

No último trimestre de 2011, a American Express teve lucro de US$ 1,19 bilhão, ou US$ 1,01 por ação, de US$ 1,06 bilhão, ou US$ 0,88 por ação, um ano antes. A receita excluindo custos relacionados a juros aumentou 6,9%, para US$ 7,74 bilhões. Os clientes da companhia gastaram em média US$ 3.933 com seus cartões no quarto trimestre do ano passado, mais do que os US$ 3.629 registrados em igual período de 2011.

A American Express processa as transações e concede empréstimos aos clientes, diferentemente de outras operadoras de cartões, que apenas processam pagamentos. Segundo a companhia, cerca de 1,5% de todos os empréstimos concedidos por meio de seus cartões estava com pagamento atrasado há pelo menos 30 dias no quarto trimestre. Taxa igual à registrada no trimestre anterior.

As provisões contra perdas - dinheiro destinado a cobrir eventuais prejuízos com inadimplência - aumentaram para US$ 409 milhões no quarto trimestre do ano passado, de US$ 239 milhões um ano antes e de US$ 249 milhões no terceiro trimestre. A American Express também destacou que os indicadores de crédito continuam em níveis historicamente baixos. As informações são da Dow Jones.

Acompanhe tudo sobre:American ExpressCartões de créditocartoes-de-debitoEmpresasEmpresas americanasgestao-de-negociosResultadosetor-de-cartoes

Mais de Negócios

Cacau Show, Chilli Beans e mais: 10 franquias no modelo de contêiner a partir de R$ 30 mil

Sentimentos em dados: como a IA pode ajudar a entender e atender clientes?

Como formar líderes orientados ao propósito

Em Nova York, um musical que já faturou R$ 1 bilhão é a chave para retomada da Broadway

Mais na Exame